Sites Grátis no Comunidades.net Wordpress, Prestashop, Joomla e Drupal Grátis
MUSICAIS
MUSICAIS

Resultado de imagem para xuxa popstar

Xuxa Popstar (2000)

Pop Star não pode ser considerado um filme ruim. Mesmo porque ele não é um filme. É apenas um alinhavado de clipes musicais feitos para a divulgação de grupos populares. Entre um clipe e outro, se tenta contar uma história. Apenas se tenta. Nunca se consegue. A proposta básica é clara: ganhar dinheiro. Nada mais.

O enredo que tenta se encaixar entre os clipes fala de uma ex-top model internacional (Xuxa) que vira executiva de moda para combater um empresário inescrupuloso (Marcos Frota). Enquanto isso, ela mantém um romance na internet com um pretendente misterioso.

Xuxa estreou no cinema nos anos 80, num filme tão ruim que já vinha com erro de português incluído no título: Aluga-se Moças (o correto seria "Alugam-se"). Em 82, fez par romântico com Almir Rogério na aventura brego-musical Fuscão Preto, e no mesmo ano atuou no polêmico Amor Estranho Amor, de Walter Hugo Khoury, onde ela aparece nua e seduz um "baixinho". Através de ação judicial, Xuxa conseguiu travar a distribuição em vídeo de Amor Estranho Amor, mas as fotos do filme até hoje correm soltas na internet. No ano seguinte passou a fazer participações especiais nos filmes dos Trapalhões, e em 88 preferiu alçar vôo solo no tosco Super Xuxa Contra o Baixo Astral. Em 1990 iniciou a parceria com a diretora Tizuka Yamasaki em Lua de Cristal. No mesmo ano, porém, o desgoverno Collor quase acabou com a atividade cinematográfica brasileira, e a parceria só veio a ser retomada no ano passado, com Xuxa Requebra. Provando que qualidade não tem nada a ver com faturamento, o filme levou mais de dois milhões de pessoas às bilheterias, e se transformou no segundo maior sucesso da chamada fase de retomada do cinema brasileiro (o primeiro é O Auto da Compadecida).

Este pequeno histórico serve para mostrar que a carreira de Xuxa no cinema não é exatamente nova. Ou seja, ela já deveria ter aprendido alguma coisa nestes anos todos. Em outras palavras, nada justifica a total falta de qualidade de Por Star. Há momentos em que ele se assemelha àqueles super-8 de festinhas de aniversário, feitos apenas para filmar os amigos. E os "amigos", aqui, são os grupos de pagode, os estilistas que entram e saem de cena sem o menor sentido (incluindo a irmã da Xuxa, executiva de um grife infantil) e - claro - os patrocinadores.

Na pré-estréia realizada em São Paulo, o público deu boas gargalhadas... embora Pop Star não seja uma comédia. Uma das cenas mais comentadas - e ridicularizadas - mostra Leonardo (da extinta dupla Leandro & Leonardo) cantando solitário ao seu violão, e olhando profunda e apaixonadamente nos olhos de Xuxa. Quando a canção termina, ele continua olhando para ela e diz, fingindo surpresa: "Oi! Você estava aí?". A platéia vem abaixo. Poucos minutos depois, exatamente a mesma situação acontece com outro cantor.

Tem mais: Xuxa pede uma pizza em seu apartamento. O cheiro atrai um vizinho. Aliás, vários vizinhos: um grupo de pagode que toca campainha, entra na sala de Xuxa e começa a cantar sem mais nem menos. Outro ataque de risos do público.

O desfile de patrocinadores também é cômico: as cenas de merchandising explícitas se sucedem dentro do mais profundo amadorismo. Se os anunciantes vissem a reação da platéia certamente eles retirariam seus investimentos.

A nota triste fica por conta do patético "mico" pago por atores de talento consagrado, como Cláudio Correa a Castro, Silvia Pfeiffer e o próprio Marcos Frota, que tiveram a desonra de participar de um projeto tão abaixo de suas possibilidades artísticas.

Dirigida por Paulo Sérgio de Almeida e Tizuka Yamasaki

Elenco:

  • Xuxa Meneghel ... Nick
  • Luigi Baricelli ... Raio de Luz
  • Marcos Frota ... JP
  • Sílvia Pfeiffer ... Vany
  • Cláudio Corrêa e Castro ... Olímpio
  • Cláudia Rodrigues ... Mari
  • Luís Salém ... Cicinho
  • Deborah Blando ... Mel
  • Isabelle Drummond ... Ju
  • Brunno Abrahão ... Lipe
  • Leonardo Netto ... Vitinho
  • Leonardo ... Dado
  • Gianne Albertoni ... ela mesma
  • Harmonia do Samba
  • Scheila Carvalho .... ela mesma
  • Sheila Mello ....
  • Andréa Veiga
  • Anna Paula Almeida
  • Adriana Bombom
  • Daiane Amêndola
  • Otávio Mesquita
  • Alexandre Pires
  • KLB
  • SNZ
  • Pepê & Neném

 Resultado de imagem para os incríveis neste mundo louco filme

Resultado de imagem para os incríveis neste mundo louco filme

Os Incríveis Neste Mundo Louco (1967)

Quatro jovens músicos viajam clandestinamente em um navio. Eles perturbam os passageiros e azucrinam o comandante e a tripulação, e, enquanto conhecem diversas cidades e pontos turísticos da Europa, apresentam suas músicas.

Imagem

Juventude e Ternura (1968)

Diversão leve, uma saborosa viagem aos tempos quase ingênuos da Jovem Guarda. Veículo para Wanderléa interpretar grandes sucessos como Finalmente Encontrei Você, Foi Assim, Ternura, Te Amo e Prova de Fogo. Participação de Bobby de Carlo, outro astro jovem da época. Anselmo Duarte tem uma atuação beirando a canastrice, no melhor estilo “vilão-padrão”. Ênio Gonçalves vai bem como o par romântico da musa. Em rápida aparição, Amilton Fernandes, o Dr. Albertinho Limonta, da novela O Direito de Nascer, estrondoso sucesso da TV Tupi, de São Paulo. Em participação especial, Murilo Néri e Lilian Fernandes, como apresentadores do programa Rio Hit Parade, sucesso da TV Rio, do Rio de Janeiro. Com muita minissaia, dos bons tempos em que as pernas eram torneadas ao natural; cabelos alisados sem chapinhas e progressivas, e muito laquê!!! Vale à pena relembrar!

Direção: Aurélio Teixeira

ELENCO

Os acima citados e
Jorge Dória (Jaime)
Carlos Koppa (Contrabandista)
Roberto Maia (Sandoval)
Paulo Padilha (Delegado)
Luiz Carlos Braga
Os Wandecos
Cyll Farney 

Resultado de imagem para lambada o filme

Lambada - O Filme - 1990

Michael está no Rio de Janeiro para algumas filmagens quando ele se apaixona por Regina, mas ela é mulher do perigoso Temistocles.

Assim, começa uma espécie de batalha entre Michael e Temístocles, sempre apoiado por sua gangue que lida com o jogo ilegal.

Acima de tudo, paira o ritmo da lambada, que Regina recusa-se a dançar, depois da morte de um homem que amou no passado.

Lambada - O Filme é uma produção italiana, mas inteiramente filmada no Rio de Janeiro com a participação de atores e atrizes nacionais, além de artistas como Carlinhos de Jesus e Elba Ramalho.

 Resultado de imagem para samba em brasilia filme

Samba em Brasília (1960)

Um filme de Watson Macedo com Eliana, Heloísa Helena, Sérgio de Oliveira, Herval Rossano

Porta-bandeira de uma escola de samba, cujo sonho é melhorar de vida, começa a trabalhar como cozinheira para uma família de grã-finos e acredita na possibilidade de se infiltrar na alta sociedade.

Resultado de imagem para quem roubou meu samba

Quem Roubou Meu Samba - 1958

Direção: Hélio Barroso

Elenco: Ankito, Maria Vidal, Humberto Catalano

O sambista do Morro da Navalhada, Atanásio, vende o seu samba para várias pessoas, entre as quais o detetive particular Leovigildo, dono da empresa A Eterna Vigilância. Outros compradores são Tancredo, da gravadora Gravapan, e D. Aurora, que está interessada na cantora Gilda para a gravação. Tancredo pede que o capanga Secundino traga Atanásio até a gravadora para o acerto definitivo do contrato, mas a agressão é tão violenta que o sambista perde a memória. Leovigildo, que tinha levado um gravador para o registro do samba, tem a fita destruída por Secundino. O detetive passa por diversas situações cômicas na tentativa de rememorizar a música e proceder a gravação. Secundino rapta Atanásio no Hospital dos Prontos, no qual a namorada de Leovigildo, Yolanda, era enfermeira. O detetive segue os meliantes até o esconderijo. Convoca os amigos de Atanásio, liderados por Blequinho, para salvá-lo. Após a luta, Atanásio é libertado, recobrando a memória ao ouvir um taxista assobiar o samba. De volta ao hospital, ele canta a composição para D. Aurora, com doentes e médicos caíndo no samba "Não tem castigo".

 Resultado de imagem para o barbeiro que se vira

O Barbeiro Que Se Vira (1958)

Direção: Eurides Ramos

Chanchada com Arrelia, como um barbeiro de uma cidadezinha, onde realiza várias funções, entre as quais a de cupido. O trocadilho explícito faz referência à famosa ópera ''O Barbeiro de Sevilha'', o que mostra, de certa maneira, que o público-alvo destes filmes, à época, tinha informação suficiente para entender a piada no título. Foi a estreia de Paulo Goulart no cinema.

Resultado de imagem para Apolônio Brasil, Campeão da Alegria filme

Apolônio Brasil - O Campeão da Alegria - 2003

MEGA Senha: cinebra

Direção: Hugo Carvana

Elenco: Marco Nanini, Louise Cardoso, Antonio Pitanga, Marcos Paulo, Sylvia Bandeira, José Lewgoy

A comédia musical Apolônio Brasil, o campeão da alegria, dirigida e roteirizada por Hugo Carvana e com música de David Tygel, foi a última participação deJosé Lewgoy no cinema.

O filme conta a história de Apolônio Brasil, famoso músico das noites boêmias do Rio de Janeiro. O único legado deixado ao filho, um jovem escritor, foi seu próprio cérebro, retirado após sua morte. O filho tenta resgatar o cérebro do pai das mãos de um cientista louco, que pretende transformá-lo em lucrativo negócio internacional.

Resultado de imagem para alo alo carnaval

Alô! Alô! Carnaval - 1936

Alô, Alô, Carnaval narra a montagem de uma revista teatral intitulada Banana da Terra.

Elenco:

  • Jayme Costa
  • Barbosa Júnior
  • Pinto Filho
  • Oscarito
  • Jorge Murad
  • Lelita Rosa
  • Paulo de Oliveira Gonçalves
  • Henrique Chaves
  • Dario Melo Pinto
  • Maria Gonzaga M. Pinto
  • Luís Carlos Guimarães
  • Hélio Barroso Neto
  • Jaime Ferreira
  • Olga Figueiredo
  • Paulo Roberto
  • Peri Ribas
  • Alberto Rocha
  • Ignácio Corseuil Filho
  • Didi Viana
  • Bernardo Guimarães
  • Carlos de Oliveira
  • Hervé Cordovil
  • Joel de Almeida
  • Lair de Barros
  • Aniceto
  • Francisco Alves
  • Lamartine Babo
  • Luiz Barbosa
  • Dircinha Batista
  • Linda Batista
  • Carmen Miranda
  • Aurora Miranda
  • Elvira Pagã
  • Rosina Pagã
  • Heloísa Helena

 Dirigida por Adhemar Gonzaga

 Resultado de imagem para coração vagabundo filme

Coração Vagabundo - 2008

Diretor: Fernando Grostein Andrade

Participação: Pedro Almodóvar, Michelangelo Antonioni, David Byrne, Gisele Bundchen

O documentário "Coração Vagabundo" levará o espectador a uma viagem com Caetano Veloso, durante a turnê de lançamento de seu primeiro álbum totalmente gravado em inglês, por São Paulo, Nova York e Japão, mostrando um pouco da intimidade de um dos maiores ídolos da música brasileira.

Resultado de imagem para johnny love filme

Johnny Love - 1987 / Minhateca

Um acidente automobilístico une as vidas do fotógrafo Johnny e da cantora Juliana. Juntos eles fazem de tudo para levar o conjunto de rock de Juliana ao estrelato. Filme musical típico dos anos 80, vindo na onda de Bete Balanço.

Elenco:

  • Maurício Mattar .... Johnny
  • Ângela Figueiredo .... Juliana
  • Paulo Guarnieri .... Macedinho
  • Nizo Neto .... Serginho
  • Felipe Carone .... Macedo
  • Adriana Riemmer .... ela mesma
  • Cristina Bittencourt
  • Andréa Murucci .... Modelo
  • Celso Faria .... Capanga
  • Sérgio Dias .... Líder da Banda

Dirigido por João Elias Junior

 Resultado de imagem para para viver um grande amor filme

Para Viver um Grande Amor (1983)

Baseado no musical Pobre menina rica. Em um futuro próximo, o longa conta a história de moradores de favelas, que ocupam uma cidade abandonada, estabelecendo uma nova sociedade que as elites procuram reprimir com brutalidade. Ao mesmo tempo, a "garota rica" Marina (Patrícia Pillar) apaixona-se por Vinícius (Djavan), morador de uma pobre comunidade.

Dirigido por Miguel Faria Jr.

Elenco:

  • Djavan
  • Patricia Pillar
  • Carlos Gregório
  • Eduardo Lago
  • Elba Ramalho
  • Glória Menezes
  • Henrique Pires
  • Henriqueta Brieba
  • Lutero Luís
  • Maria Alves
  • Nelson Xavier
  • Nildo Parente
  • Oswaldo Loureiro
  • Paulo Goulart
  • Paulão
  • Zezé Motta
  • Cláudia Freire
  • Guaraci Rodrigues
  • Haylton Farias
  • Marcos Novaes
  • Mário Borges
  • Paschoal Villaboim
  • Ruy Polanah
  • Sandro Sciviatt
  • Sônia Dias
  • Ubiracy Tavares
  • Zaqueu José

ESTRADA DA VIDA (1980) / MEGA

O filme narra perfeitamente as dificuldades vividas pela dupla Milionário & José Rico até atingirem o tão sonhado sucesso. O trabalho mostra de forma clara, como é difícil pessoas humildes terem seu talento reconhecido, vencer o preconceito, e no caso desta dupla sertaneja, o preconceito quanto ao nome escolhido também foi muito grande. Os próprios Milionário e José Rico estrelam o filme, interpretando seus próprios papéis, encenando sua trajetória como pintores de paredes para sobreviverem em São Paulo, realizando apresentações em circos pequeninos, inclusive levando calotes, e dormindo em pastos abertos, alimentando-se com laranjas, pois na maioria das vezes não tinham dinheiro para uma simples refeição. Até que, com enorme sacrifício, perseverança, força de vontade, e grandiosa fé em Deus, conseguem gravar o primeiro LP.

No entanto, a gravação do primeiro LP não significou para Milionário e José Rico, como muitos pensam, que o sucesso estava garantido. A dupla tive que batalhar e muito para alcançar a tão sonhada consagração, que veio através de um "milagre", pois há no filme, um relato interessantíssimo. A dupla Milionário & José Rico foi até o Santuário de Aparecida, e, ao entrarem na Igreja, pediram para que a Santa se tornasse a "Chefe" da dupla, para que Ela fizesse com que as pessoas compreendessem a música da dupla, que falava de amor, da natureza, do povo, e como eles não tinham nada para oferecer à Santa, deixaram um disco no altar como presente. O Padre, ao deparar-se com o disco, imaginou que quem o tinha deixado na Igreja não precisava de nada, pois não havia pedido nada, e um garoto que acompanhava o Sacerdote disse que a dupla deveria ser podre de rica, a julgar pelo nome. Então o Sacerdote ordenou ao garoto para que entregasse o disco na rádio de Aparecida, para que os programadores examinassem se o mesmo poderia ser aproveitado. O locutor ouviu, e, claro, gostou. Então, o radialista resolveu tocar o disco para ver se o público gostava. A partir desse momento, Nossa Senhora Aparecida já era a "Chefe" da dupla, que começou a emplacar um sucesso atrás do outro, gravando um disco atrás do outro, chegando na música de maior sucesso da dupla que é Estrada da Vida, de autoria do próprio José Rico.

Dirigido por Nelson Pereira dos Santos

Elenco:

Milionário e José Rico .... eles mesmos
Nádia Lippi .... Madalena
Turíbio Ruiz .... Pedro
Sílvia Leblon .... Isabel

 

 Carnaval Atlântida (1952) / MINHATECA

Dirigido por José Carlos Burle

Elenco:

  • Oscarito...Professor Xenofontes
  • Eliana Macedo...Regina
  • Roberto Faissal...Cirollo
  • Cyll Farney...Augusto
  • Maria Antonieta Pons...Lolita
  • Grande Otelo
  • José Lewgoy...Conde Verdura
  • Renato Restier...Cecil B. de Milho
  • Colé Santana
  • Wilson Grey

O grande produtor Cecil B. de Milho deseja fazer um filme sobre Helena de Troia e contrata o professor Xenofontes, especialista em história grega, para ajudar no roteiro. Mas os atores preferem realizar uma comédia musical e querem que o cineasta mude de ideia.

 

Agnaldo, Perigo à Vista - 1969 / MINHATECA

Elenco:

  • Agnaldo Rayol… Agnaldo Reis / Paulo Sales
  • David Cardoso… "Baby Face" Braga
  • Milton Ribeiro… Chico Jovino
  • Antônio Borba
  • Marcos Lázaro
  • Ronald Golias… motorista de táxi (participação)
  • Wanderléia… Wanda (participação)

Durante uma apresentação no teatro da TV Record em São Paulo, o cantor Agnaldo Reis é abordado por um bando de guerrilheiros anticapitalistas liderados pelo sinistro Baby Face (um vilão com uma cicatriz no rosto) que tenta extorqui-lo. Quando os homens saem, Agnaldo novamente é pressionado, dessa vez por uma família nordestina, cujo pai acusa o cantor de ter "feito mal" a sua filha Madalena durante uma excursão ao Nordeste do Brasil e agora quer realizar o casamento dos dois. Agnaldo foge dos nordestinos e os guerrilheiros, que o vigiavam, se unem aos perseguidores e todos vão atrás do cantor. A perseguição sai de São Paulo e transfere-se para várias cidades (Santos, Joinville,Gramado), indo até o desfecho que se passará na Argentina. Durante uma corrida de Fórmula Super Vê em Joinville, Agnaldo consegue escapar momentaneamente de seus perseguidores ao ser confundido com um sósia, o piloto gaúcho Paulo Sales.

Dirigido por Reynaldo Paes de Barros

Resultado de imagem para morte e vida severina 1977

Morte e Vida Severina - 1977 / Minhateca

Retirante nordestino atravessa o agreste e a zona da mata fugindo da seca e esperando encontrar em Recife uma vida melhor. Adaptação do poema de João Cabral de Melo Neto, musicado por Chico Buarque de Holanda.

Dirigido por Zelito Viana

Elenco

  • Tânia Alves
  • José Dumont
  • Stênio Garcia
  • Luiz Mendonça
  • Elba Ramalho
  • Jofre Soares 

 Rock Brasília - Era de Ouro (2011) /  MINHATECA

Um filme de Vladimir Carvalho com Renato Russo, Caetano Veloso

Documentário nacional sobre a trajetória do cenário rock/musical de Brasília nos anos 80, desde os primórdios, das bandas embrionárias até o estouro nacional de Legião Urbana, Capital Inicial e Plebe Rude. Com depoimentos de diversos músicos, familiares e personalidades importante, o filme revela detalhes sobre a chamada Era de Ouro da cidade e a origem de diversos grupos. 

Titãs - A Vida até Parece uma Festa (2009) / MINHATECA

Direção: Branco Mello, Oscar Rodrigues Alves

Com sua câmera, Branco registrou shows, bastidores, momentos de descontração em aeroportos e hotéis e vários outros instantes com a banda. Os vídeos foram gravados em formatos como VHS, Hi-8, Super 8 e mini DV.

Em 2002, Branco convidou o diretor premiado Oscar Rodrigues Alvez, que já havia dirigido o clipe de "Epitáfio" (um dos sucessos da banda), para co-escrever e co-dirigir o filme. Juntos, selecionaram o material que seria lançado entre as mais de 200 horas capturadas pela câmera. Também procuraram em canais de televisão por clipes, shows e entrevistas. Desta forma, o material reunido pôde contar a história da banda por meio de festivais, turnês nacionais e internacionais, e momentos marcantes como a morte de Marcelo Fromer e a saída de Arnaldo Antunes e Nando Reis. O filme levou seis anos para ficar pronto, devido à falta de tempo livre dos envolvidos.

MARÉ, NOSSA HISTÓRIA DE AMOR (2007) / Minhateca

Analídia e Jonatha são dois jovens moradores da Maré, favela carioca que das palafitas dos anos 60 passou por diversos planos deurbanização chegando a uma população de cerca de 140 mil pessoas. Eles querem ser bailarinos e se encontram numa ONG que ensina dança para comunidades carentes.

Dirigido por Lúcia Murat

ELENCO:

Fernanda (Marisa Orth) – é uma ex- bailarina que aceita trabalhar numa favela um pouco por falta de opção. Afetada e sem consciência social, vai aos poucos se definindo a favor de seus alunos e se envolvendo com eles. Representa a ligação entre a comunidade e o "outro lado" da cidade.

Analídia (Cristina Lago) – moradora da Maré, tem cerca de 16 anos e sonha em ser bailarina. É prima do chefe do tráfico (Bê) de um dos lados da Maré. É apaixonada por Jonatha, e aceita correr qualquer risco para preservar a sua paixão.

Jonatha (Vinícius D'Black) – é morador da Maré e tem cerca de 18 anos. É MC da comunidade e também estuda na escola de dança. Seu sonho é ser cantor e gravar um CD. É amigo de infância do chefe de tráfico do outro lado da Maré (Dudu). Apaixonado por Analídia, quer abandonar aquele mundo para poder realizar seus sonhos, mas é também muito críticos sobre os problemas sociais.

Leonardo (Rafael Diogo) – morador da Maré, tem cerca de 12 anos, e também é estudante na escola de dança. É irmão de Bê, que não aceita que ele estude dança.

Dudu (Babu Santana)– morador da Maré, é o atual chefe do tráfico do lado direito da Maré. É completamente enlouquecido e violento, mas tem uma profunda amizade com Jonatha, por quem é capaz de qualquer coisa.

Bê (Jefchander) – morador da Maré, tem cerca de 20 anos, é o atual chefe de tráfico do lado esquerdo da Maré. Disputa com Dudu o controle da comunidade. 

Imagem

RIO, VERÃO & AMOR (1966) / MINHATECA

No verão carioca, os irmãos Paulo e Pedro vivem diversas aventuras envolvendo garotas e canções. Paulo é motorista do milionário empresário Guimarães e gosta de ir à praia com o conversível do patrão, se passando ele próprio por milionário. Ele é autor de sambas e disputa a bonita Gabriela com o músico Maurício, o "Rei Mau-Mau" do Iê-Iê-Iê. Maurício e Gabriela são filhos dos ricos Josué e Peixoto, que disputam a presidência da empresa, cargo que Guimarães quer deixar, abatido por uma viuvez. Enquanto isso Pedro, que é salva-vidas, quer ficar noivo de Magarida, uma moça que mora na pensão da Dona Augusta. Mas é atrapalhado por Monique, uma francesa suicida.

Direção: Watson Macedo  

ELENCO
Milton Rodríguez...Paulo
Elizabeth Gasper...Monique
Augusto Cesar Vanucci...Maurício
Anabela...Margarida
Walter Forster...Guimarães
Humberto Catalano...Josué
Kleber Drable...Peixoto
Suzy Arruda...Augusta
Celi Ribeiro...L0lita
Babete Castilho...Gabriela
Tony de Padua...Pedro
Pituca...Juca, o farmacêutico
Lilian Knapp
Uracy D'Oliveira
Maninha Castro

OLHO NU (2012) / Minhateca

Direção: Joel Pizzini

A partir de um vasto material de arquivo, que inclui shows, videoclipes, entrevistas, aparições em programas de televisão e ainda gravações caseiras, é apresentada a vida de Ney Matogrosso, de sua infância até despontar no meio artístico graças à sua voz de timbre raro, passando pela fase em que integrou o grupo Secos & Molhados até alcançar o sucesso em carreira solo.  

L.A.P.A. /  MEGA

Lapa, bairro boêmio do Rio de Janeiro, tradicional reduto de sambistas. Hoje é também, ponto de encontro de MCs e do Rap.
Neste documentário, artistas como Marcelo D2, BNegão, Black Alien, Chapadão e outros mostram as raízes do bairro tradicional carioca com sensibilidade e bom humor, além de insistir na arte musical ultrapassando as restrições tribais de seu assunto.
L.A.P.A – Um filme sobre o bairro da Lapa. Um filme sobre o Rap no Rio de Janeiro.

Palavra (En)cantada / MEGA

Palavra (En)Cantada é um documentário de longa-metragem (86min), dirigido por Helena Solberg, que percorre uma viagem na história do cancioneiro brasileiro com um olhar especial para a relação entre poesia e música. Dos poetas provençais ao rap, do carnaval de rua aos poetas do morro, da bossa nova ao tropicalismo, Palavra (En)cantada passeia pela música brasileira até os dias de hoje, costurando depoimentos de grandes nomes da nossa cultura, performances musicais e surpreendente pesquisa de imagens.
O documentário conta com a participação de Adriana Calcanhotto, Antônio Cícero, Arnaldo Antunes, BNegão, Chico Buarque, Ferréz, Jorge Mautner, José Celso Martinez Correa, José Miguel Wisnik, Lirinha (Cordel do Fogo Encantado), Lenine, Luiz Tatit, Maria Bethânia, Martinho da Vila, Paulo César Pinheiro, Tom Zé e Zélia Duncan. Imagens de arquivo resgatam momentos sublimes de Dorival Caymmi, Caetano Veloso e Tom Jobim.

Imagem relacionada

AREIAS ESCALDANTES (1985)

MEGA Parte01 / Parte02 / Parte03 / Parte04 / Parte05

O musical retrata o dia-a-dia de um grupo de jovens terroristas e suas estranhas ações, tudo em nome de uma misteriosa entidade.

DIREÇÃO: Francisco de Paula

ELENCO:

Regina Casé
Luis Fernando Guimarães
Cristina Aché
Diogo Vilela
Eduardo Poly
Jards Macalé
Guará Rodrigues
Sérgio Bezerra
Neville de Almeida
Catarina Abdala
Paulo Henrique Souto
Sandro Solviatti
Breno Moroni
Duse Nacarati
Lobão
Christiane Couto
Felipe Murray
Danny Roland
Arnaldo Antunes
Tony Bellotto
Sérgio Britto
Nando Reis
Roger
Paulo Miklos
Branco Mello
Marcelo Fromer
Charles Gavin

TROPCLIP (1985) / MEGA Parte01 / Parte02 / Parte03 / Parte04 / Parte05

DIREÇÃO: Luiz Fernando Goulart

Elenco:

Marcos Frota - Emiliano

Tânia Nardini - Krishna

Ticiana Studart - Luciana

Carlos Alberto Loffler - Chico

Henri Pagnocelli - Flávio

Yara Amaral - Mãe de Krishna

Jonas Bloch - Mr. Thompson

No Rio de Janeiro quatro jovens descobrem que juntando seus talentos poderão realizar melhor os seus sonhos. Os protagonistas: Krishna, de 17 anos, dançarina que trabalha numa boutique enquanto aguarda sua grande chance; Luciana, 20 anos, de família bem de vida, dedica-se à produção executiva de uma peça de teatro alternativo; Emiliano, 19 anos, conhecedor de música jovem, que deixou uma rádio do interior e não encontrou trabalho similar no mercado carioca; e Chico, 17 anos, “gênio” do microcomputador, que sonha criar um jogo de fliperama conjugado com imagens de dança. Decidem montar uma produtora de vídeoclipes, a “Tropclip” e participar de um concurso nacional de clips. Entre confusões, situações divertidas e desanimadoras, só uma coisa interessa, a vitória da produtora. Filme musical com trilha sonora composta de músicas do Kid Abelha, Barão Vermelho, Guilherme Arantes, entre outros. Marcou o lançamento de Marisa Monte no mercado artístico nacional.

 

O Homem Que Engarrafava Nuvens (2008) / MINHATECA

Para contar a vida de Humberto Teixeira, pai do baião ao lado de Luiz Gonzaga, compositor prolífico e polítco criador da lei do direito autoral, o diretor Lírio Ferreira ('Cartola', 'Árido Movie') costura com a maestria habitual depoimentos, show com grandes nomes da música e trechos de Humberto falando de si. Como pode o homem que criou 'Asa Branca' ser tão pouco conhecido em seu país?   

Diretor: Lírio Ferreira

Participações (em ordem alfabética):

Alceu Valença, Anselmo Duarte, Assis Vaqueiro, Azulão, Banda Cabaçal dos Irmãos Aniceto, Bebel Gilberto, Belchior, Caetano Veloso, Calé Alencar, Carmélia Alves, Cego Antônio, Cego Geová, Cego Oliveira, Chico Buarque, Chico Freitas, Cordel Fogo Encantado, Cristiano Câmara, Dalton Vogler, Dalva de Oliveira, Daniel Filho, David Byrne, Denise Dumont, Dona Edith, Elba Ramalho, Teixeira Júnior, Fausto Nilo, Forró in the Dark, Gal Costa, Gilberto Gil, Ilka Soares, Ivanira Teixeira, Lenine, Lirinha, Margarida Jatobá, Maria Bethânia, Marlene Teixeira, Mauro Refosco, Mestre Aldenir, Mestre Expedito, Miho Hatori, Muniz Sodré, Nirez (Miguel Ângelo de Azevedo), Nonato Luís, Orquestra Sanfônica, Os Mutantes, Otacílio, Otto, Patativa do Assaré, Pedro Bandeira, Raimundo Fagner, Raul Seixas, Ricardo Cravo Albin, Senador Inácio Arruda, Sivuca, Tárik de Souza, Wagner Tiso, Zeca Pagodinho

Ó PAI, Ó (2007) / MINHATECA

Direção: Monique Gardenberg

Elenco:
Lázaro Ramos .... Roque
Stênio Garcia .... Seu Jerônimo
Wagner Moura .... Boca
Luciana Souza .... Dona Joana
Dira Paes .... Psilene
Érico Brás .... Reginaldo
Tânia Tôko .... Neusão da Rocha
Emanuelle Araújo .... Rosa
Rejane Maia .... Baiana
Lyu Arisson .... Yolanda
Valdinéia Soriano .... Maria
Jorge Washington .... Matias
Cássia Vale .... Mãe Raimunda
Auristela Sá .... Carmem
Virgínia Rodrigues .... Bioncetão
Edvana Carvalho .... Lúcia
Leno Sacramento .... Raimundinho
Cristóvão Silva .... Negócio Torto
Vinícius Nascimento .... Cosme
Felipe Fernandes .... Damião
Cidnei Aragão .... Peixe Frito
Mateus Ferreira da Silva .... Mateus
Nauro Neves .... Lord Black
Merry Batista .... Dalva
Natália Garcez .... Lia
Tatau .... Tatau
Telma Souza .... feirante
Jamile Alves .... professora
Gustavo Mello .... guarda
Nívea Pita .... fiel possuída
Anselmo Costa .... radialista (voz)

Em um animado cortiço do centro histórico do Pelourinho, em Salvador, tudo é compartilhado pelos seus moradores, especialmente a paixão pelo Carnaval e a antipatia pela síndica do prédio, Dona Joana (Luciana Souza). Todos tentam encontrar um lugar nos últimos dias do Carnaval, seja trabalhando ou brincando. Incomodada com a farra dos condôminos, Dona Joana decide puni-los, cortando o fornecimento de água do prédio. A falta d'água faz com que o aspirante a cantor Roque (Lázaro Ramos); o motorista de táxi Reginaldo (Érico Brás) e sua esposa Maria (Valdinéia Soriano); o travesti Yolanda (Lyu Arisson), amante de Reginaldo; a jogadora de búzios Raimunda (Cássia Vale); o homossexual dono de bar Neuzão (Tânia Tôko) e sua sensual sobrinha Rosa (Emanuelle Araújo); Carmen (Auristela Sá), que realiza abortos clandestinos e ao mesmo tempo mantém um pequeno orfanato em seu apartamento; Psilene (Dira Paes), irmã de Carmen que está fazendo uma visita após um período na Europa; e a Baiana (Rejane Maia), de quem todos são fregueses; se confrontem e se solidarizem perante o problema.


Cabaret Mineiro (1982) / Minhateca

Direção Carlos Alberto Prates Correia

Elenco - Nelson Dantas (Paixão), Tamara Taxman (Salinas), Tânia Alves (Avana), Helber Rangel (Thomas Caps), Louise Cardoso (Loura da piscina), Dora Pellegrino (Evangelina), Luiza Clotilde (Morena da zona), Eliene Narducci (Maruja), Carlos Wilson-Maria Silvia-Zaira Zambelli (Família Sorôco), Thelma Reston-Nildo Parente-Paschoal Villaboim (Jogadores de pôquer), Sonia Santos-Nena Ainhoren-Célia Maracajá (Dançarinas do táxi-aéreo), Tavinho Moura (Cantor da zona e da piscina), Sílvia Beraldo (Cantora da zona). Participação especial de Antônio Rodrigues (Cantor sertanejo), Grupo Corpo de Belo Horizonte, Marujada de Montes Claros e Enroladores de Porteirinha.

Cabaret Mineiro tem uma história que desafia a lógica. Paixão (Nelson Dantas) é um aventureiro que se apaixona por uma mulher em uma viagem de trem e não consegue mais esquecê-la. Se interessa de modo fugaz por uma bailarina espanhola e por sua criada, mas nunca consegue concretizar seus amores. Enfrenta, ainda, uma cilada armada por um norte-americano e se põe no caminho da loucura.

 

Tropicália (2012) / Minhateca

Diretor: Marcelo Machado

O movimento artístico que revolucionou a história cultural do Brasil é ilustrado de forma poética e panorâmica através de entrevistas, imagens e sons apresentados por grandes figuras, como Caetano Veloso, Gilberto Gil, os Mutantes, e outros. 

 

Motorista Sem Limites (1970) / Minhateca

Um motorista de caminhão passa a maior parte do tempo cantando, e vira herói ao salvar sua namorada e o pai dela de perigosos assaltantes de banco.

Elenco:

Teixeirinha .... Jorge

Mary Terezinha ... Angelita

Oswaldo D'ávila

Walter D'Ávila

Liorrey Gomes

Nelson Lima

Antônio Mardini

Jasson Natei

Jimmy Pippiolo

Rejane Schumann

Dionísio Stelo

Ivan Trilha

Dirigido por Milton Barragan

 Victor e Léo – A História / Minhateca Parte01 / Parte02 / Parte03

Este documentário visa mostrar o que é a música de Victor e Léo, desde as suas influências, passando pela história de vida da dupla, sua experiência de 15 anos tocando em bares e sua descoberta pelo grande público de Uberlândia que os levou ao sucesso avassalador de hoje em dia.

 

Cinderela Baiana (1998) / MINHATECA

Uma família pobre, mora em uma cidade perto de Salvador. O pai é faxineiro e, a mãe e a filha ajudam fazendo pequenos serviços. Até que decidem tentar a sorte na cidade grande e o pai, Raimundo, arruma um emprego perto do Pelourinho, ao lado de uma academia de dança. A filha, Carla, ao ficar em contato com a música, descobre sua verdadeira vocação e se torna uma dançarina de muito sucesso. Mas ela não deixa se levar pela fama e volta para suas origens, reúne-se com crianças pobres e as ensina a dançar.

Direção: Conrado Sanchez

Elenco:

Carla Perez - Carlinha

Armindo Bião

Juliana Calil

Antonio Cozido

Paulo David

Noélia de Jesus

Carla Fabianny

Lucci Ferreira

Cátia Guimma

Jheremmias - Ele Mesmo

Cláudia Moura

Netinho

Josevaldo Oliveira

Alexandre Pires

Lázaro Ramos - Chico

Perry Salles

Alba Soares

Samantha Urban

Fábio Vidal

A BATALHA DO PASSINHO - O Filme (2013) / Minhateca

O estilo de dança que cresceu nas favelas do Rio de Janeiro, o passinho tornou-se uma nova forma de dançar o funk carioca. Quando o vídeo de Beiçola e seus amigos, “Passinho Foda” atingiu o número de 4 milhões de acessos no Youtube, os passinhos de Beiçola começaram a serem reproduzidos nos bailes das comunidades. O documentário mostra a vida dos dançarinos e as proporções que o fenômeno atingiu, que se expande para além dos bailes, favelas e DJs. 

Roberto Carlos em Ritmo de Aventura (1968) / Minhateca

Dirigido por Roberto Farias

Elenco:

Ana Levy

David Cardoso

Elizabeth Pereira

Erasmo Carlos

Federico Mendes

Grace L. Silva

Jacques Jover

Jannik C. Pagh

José Lewgoy

Márcia Gonçalves

Marisa Levy

Reginaldo Faria

Roberto Carlos

Rose Passini

Sérgio Malta

Wanderléia

Roberto Carlos faz um filme, quando se vê perseguido por bandidos internacionais que queriam levá-lo para os Estados Unidos.

Os bandidos o seguem em loucas correrias pela cidade, na estrada do Corcovado, em situações de perigo.

Roberto Carlos e o Diamante Cor de Rosa (1968) / Minhateca

Rodado em Israel, Japão, Portugal e Brasil, o filme mostra os três maiores ídolos da Jovem Guarda (Roberto Carlos, Erasmo Carlos e Wanderléia) vivendo uma série de aventuras por causa de um valioso diamante cor-de-rosa. A confusão começa quando a "Ternurinha" compra uma estatueta antiga que desperta a cobiça de uma gangue. Ela some inexplicavelmente e a dupla Roberto e Erasmo resolve investigar a origem da escultura. Eles descobrem que o objeto guarda o mapa do esconderijo de um diamante levado para o Brasil em 2.800 A.C. por navegantes fenícios.

Direção: Roberto Farías

Elenco: Erasmo Carlos, José Lewgoy, Marly de Fátima, Paulo Porto, Roberto Carlos, Wanderléia

ROBERTO CARLOS À 300 KM POR HORA

No filme “Roberto Carlos a 300 Km/h” o rei vive o mecânico Lalo,e trabalha numa revendedora de carros ( Chrysler Ibirapuera ). Ele quer ser piloto de automobilismo, sonho que divide com seu melhor amigo, Pedro Navalha, vivido por Erasmo Carlos. Lalo alimenta ainda outra paixão: conquistar Luciana (Libânia Almeida), a namorada do patrão Rodolfo interpretado por Raul Cortez. O patrão é um piloto que não consegue mais correr desde que um acidente o deixou traumatizado. Ele decide voltar a correr na Copa Brasil e para isso financia a construção de um protótipo; o Avallone Chrysler. Mas depois dos primeiros treinos, percebe que não se livrou do trauma, briga com a namorada e vai para a Europa. Com a desistência de Rodolfo, Pedro planeja fazer com que Lalo corra no lugar dele em Interlagos. Com a ajuda de Luigi (Flavio Migliaccio), motorista de um caminhão, Lalo e Pedro levam o carro a Interlagos para treinar, até que chega o dia da corrida e o mecânico aparece no autódromo fingindo ser Rodolfo. Em plena corrida, a trama é descoberta, mas Lalo realiza uma "performance" sensacional e tem reconhecida a sua vitória. 

4Shared

 Diretor: Roberto Farias

Elenco:
Roberto Carlos (Lalo)
Erasmo Carlos (Pedro Navalha)
Raul Cortez (Rodolfo)
Mario Benvenutti (Alfredo)
Libânia de Almeida (Luciana)
Maria Cristina Martinez (Neusa)
Flávio Migliaccio (Luigi)
Otelo Zelloni (Mané)
Reginaldo Farias (Playboy)
Walter Forster (Dirigente da prova)
Jorberte dos Santos (locutor)
Antônio Carlos Avallone (piloto "italiano")
José Renato Catapani (piloto "inglês")
Olga Mary Hanada
Cacilfa Rita de Jesus
Beatriz Assumpção
Rina Ostasevic
Zélia Borges
Rita Olívia Veloso
Wanda Reiff
Irina Ostasevic

Antônia: O Filme (2006) /   Minhateca

Narra a história de quatro amigas que enfrentam um cotidiano de violência, pobreza e machismo para realizar o sonho de viver do rap.

Dirigido por Tata Amaral

Integrantes do grupo Antônia:

Negra Li .... Preta

Leilah Moreno .... Bárbarah

Quelynah .... Mayah

Cindy Mendes .... Lena (Maria Madalena)

Demais Integrantes do elenco, em ordem alfabética:

Barão .... Barão

Chico Andrade .... Duda (Irmão de Bárbarah)

Cláudio Galperin .... médico

Ezequiel da Silva .... Robinho

Fernando Macário .... Ermano

Giulio Lopes .... Antenor

Hadji .... DJ Cocão

Júlio Machado .... noivo

Kamau .... Dante

Leona Cavalli

Maionezi .... JP

Martha Meola .... passageira no ônibus

Marcílio Duarte .... Delegado

Marquinho .... Policial

Nathalye Cris .... Emília

Negro Rico .... DJ Anjo

Odara Carvalho .... Roberta

Paula Pretta .... passageira no ônibus

Sandra de Sá .... Maria (Mãe de Preta)

Silvana Matteusi .... passageira no ônibus

Silveira .... músico

Thobias da Vai-Vai .... João (pai de Preta)

Thaíde .... Marcelo Diamante

Valney Damasceno .... Zé (Namorado de Duda)

Resultado de imagem para teixeirinha a 7 provas filme

Teixeirinha a 7 Provas (1972) / Minhateca

Dirigido por: Milton Barragan

Elenco:

Teixeirinha Teixeirinha

Aníbal Damasceno Ferreira

Jimmy Pipiolo Dom Chiquito

Mary Terezinha Mary Terezinha

Ricardo Hoepper

 Don Chiquito é procurado pelo mordomo de uma velha rica, viúva de um lord inglês, que deseja fazer uma proposta a Teixeirinha. A viúva está prestes a morrer e tenciona deixar sua fortuna para o cantor, seu grande ídolo. Porém, para receber a herança, Teixeirinha deve provar que é digno dela, enfrentando sete testes de coragem, com ousadia e inteligência, que a viúva lhe propõe.

 

Lua de Cristal (1990) / Minhateca

Maria da Graça é uma jovem bonita e sonhadora que se muda para a cidade grande com a intenção de fazer aulas de canto. Lá, ela se hospeda na casa de sua tia Zuleika e seus primos Lidinha e Mauricinho, que vivem atormentando sua vida, fazendo-a trabalhar como uma escrava. Por ser um tanto ingênua e tímida, Maria vive caindo nas armações de Lidinha; enquanto é alvo das constantes cantadas de Mauricinho, ao que ela rejeita; tendo de suportar também os detestáveis amigos deste, enquanto não consegue se adaptar á cidade. Porém, em meio a tantos problemas, Maria conhece a pequena Duda, sua vizinha; e o desajeitado Bob, que se tornam seus amigos. Bob é a materialização do príncipe de Maria em seus sonhos, e este a ajudará a conseguir emprego em sua lanchonete e a transformará na estrela de um show.

 

Dirigido por Tizuka Yamasaki

ELENCO:

Xuxa Meneghel como Maria da Graça

Sérgio Mallandro como Bob

Duda Little como Maria Eduarda (Duda)

Avelar Love como Junior (Mauricinho)

Júlia Lemmertz como Maria Lídia (Lidinha)

Marilu Bueno como Zuleika

Cláudio Mamberti como seu Bartô

Rubens Correia como Prof. Uirapuru

Letícia Spiller

Priscilla Couto

Tatiana Maranhão

Cátia Paganote

Roberta Cipriani

Ana Paula Almeida

Juliana Baroni

Bianca Rinaldi

Robson Barros

Cláudio Heinrich

Alexandre Canhoni

Marcelo Faustini

Egon Junior

Leina Krespi

Thelma Reston

Paulão

Alcione Araújo

Bob Galo

Selvagem Big Abreu

Michael Sullivan como Super Saliva

Adressa Koetz como Maria da Graça menina

 

A MORENINHA (1970) / Minhateca / MEGA SENHA: teladecinema_blog

Toda a história se passa na paradisíaca Ilha de Paquetá centrada em Carolina (Sonia Braga) e Augusto (David Cardoso). Amigos da família reúnem-se para um sarau na casa de Carolina. Lá, ele vai reencontrar aquele amor dos tempos de criança, com quem trocou juras de amor e um camafeu, peça fundamental para que eles se reconheça. Adaptação do livro homônimo de Joaquim Manuel de Macedo.

Dirigido por Glauco Mirko Laurelli

Elenco:

Sônia Braga .... Carolina, a Moreninha

David Cardoso .... Augusto

Nilson Condé .... Filipe

Cláudia Mello .... Clementina

Roberto Orosco .... Fabrício

Tony Penteado .... Joaninha

Carlos Alberto Riccelli .... Leopoldo

Tereza Teller .... Quiquininha

Gésio Amadeu .... Rafael

Vera Manhães .... Paula

Lúcia Mello .... Violante

Adolfo Machado .... Kleberc

Sônia Oiticica .... Donana

Carlos Alberto .... Tobias

Neuza Borges .... voz

Sylvia Massari .... voz

Agnaldo Rayol .... voz

Clóvis Trindade .... voz

 

Rock Estrela (1985) / Minhateca / 1Fichier

Senha: teladecinema.net

Dirigido por Lael Rodrigues

Elenco:

Diogo Vilela .... Roque

Leo Jaime .... Luis Otávio (Tavinho)

Malu Mader .... Graziela

Vera Mossa .... Vera

Andréa Beltrão .... Mary

Guilherme Karan .... Rubinho

Tim Rescala .... Carlos

Celso Blues Boy

Paulo Ricardo

Supla

Fito Páez

Virginie Boutaud

Estudante de música clássica chega de Buenos Aires para morar com o primo roqueiro no Rio de Janeiro. Entre festas regadas à rock'n'roll, ele tem de decidir entre sua namorada de infância, agora uma respeitada mulher de negócios, e a jogadora de vôlei Vera. 

Faz parte da “Trilogia de rock dos anos 80”, de Lael Rodrigues, junto com os filmes “Bete Balanço” e “Rádio Pirata”. Participações das bandas Metrô, RPM e Tokyo (do Supla), e Fito Páez, entre outros.

BETE BALANÇO (1984) / Minhateca

Vinda de Governador Valadares, Bete se estabelece no Rio. Auxiliada por seu namorado Rodrigo (Lauro Corona) e por diversos amigos, entre eles Paulinho (Diogo Vilela), ela se inicia nas dificuldades da indústria fonográfica, com as quais se decepciona. Entre sexo, drogas e rock and roll, o filme traça um panorama do rock brasileiro dos anos 80. A trilha sonora foi composta por Cazuza e gravada pelo Barão Vermelho e a faixa título foi um dos maiores sucessos da banda.

Dirigido por Lael Rodrigues

Elenco:

Débora Bloch .... Beth

Lauro Corona .... Rodrigo

Diogo Vilela .... Paulinho

Maria Zilda .... Bia

Hugo Carvana .... Tony

Cazuza .... Tininho

Barão Vermelho

Andréa Beltrão

Duse Nacaratti