Sites Grátis no Comunidades.net Wordpress, Prestashop, Joomla e Drupal Grátis
ESPORTES
ESPORTES

Resultado de imagem para 1958 o ano em que o mundo descobriu o brasil filme

1958 - O Ano em que o Mundo Descobriu o Brasil - 2007

Como reportagem, o documentário "1958 - O Ano em que o Mundo Descobriu o Brasil", de José Carlos Asbeg, é muito bom. Como cinema, nem tanto. Poderia ser um especial do SporTV ou da ESPN.
Aproveitando o gancho do 50º aniversário da conquista da primeira Copa do Mundo pelo Brasil, o filme reconstitui a trajetória vitoriosa da seleção brasileira na Suécia.
Além das imagens recuperadas dos jogos e da comemoração popular nas ruas, o trunfo do filme são os depoimentos de atores daquele feito, não só brasileiros (Nilton Santos, Djalma Santos, Zagallo, Zito, Pepe), mas também dos países adversários (suecos, ingleses, russos, franceses).
Falta um depoimento crucial: o de Pelé. Mas essa lacuna se deve, por certo, a uma recusa do próprio ex-jogador.
Uma falha maior do filme é explorar pouco os bastidores da preparação brasileira. Fala-se, a certa altura, que foi a primeira vez que a seleção teve uma comissão técnica mais profissional. Mas não se desenvolve o ponto.
Ao tentar comprovar a tese de que em 1958 o Brasil superou seu "complexo de vira-lata" e se impôs pela primeira vez ao mundo, o filme se esquiva de aspectos espinhosos.
Entre eles, a resistência inicial dos dirigentes a atletas negros (citada nas memórias de Nilton Santos) e as trapalhadas da preparação "científica" do escrete (Garrincha, por exemplo, quase foi vetado devido a um teste psicotécnico).
Mostrar que o erro está contido na história dos grandes triunfos daria mais grandeza a esse digno documentário.

 

23 Anos em 7 Segundos – O Fim do Jejum Corinthiano

(2009) / Minhateca

O documentário fala sobre o período de vinte e três anos sem títulos importantes do clube que foi encerrado no dia 13 de outubro de 1977 quando o Corinthians conquistou o Campeonato Paulista de 1977, ao vencer a partida final contra a Ponte Preta.

Inclui a locução original das partidas de Osmar Santos e depoimentos de Geraldão, Washington Olivetto, Juca Kfouri, Celso Unzelte, Toquinho, Neto, Rappin Hood, Marlene Matheus, Hortência Marcari, Oscar, Andrés Sanchez, Basílio, Vaguinho, Wladimir, Sabrina Sato, Sócrates, Ruy Rey, Zé Maria, entre outros.

 

4x Timão – A conquista do tetra corinthiano (2011) / Minhateca

 O filme narra a saga do tetracampeonato brasileiro do Corinthians através de quatro linhas narrativas independentes, protagonizadas por quatro ídolos do time de diferentes épocas.

 

Adeus ao Mito: Rogério Ceni (2015)  / Mega

Foram 1.237 jogos, 131 gols, muitos títulos e glórias, recordes incontáveis... Sobram números na histórica carreira de Rogério Ceni. Faltam palavras ao são-paulino para definir o sentimento vivido neste 11 de dezembro de 2015. Tão natural quanto o tricolor do uniforme era ter o Mito no gol. Foi assim por 25 anos. Não será mais. O ídolo pendurou as luvas para virar lenda eterna – e viva – do futebol mundial.

 Flamengo Hexa: 100 Anos de Futebol (2011) / DEPOSITFILES

 Três de dezembro de 1978. Flamengo e Vasco fazem a final do campeonato carioca no Maracanã. Aos 41 minutos do segundo tempo, Rondinelli faz de cabeça o gol do título. Começava ali a época de ouro do Clube Mais Querido do Brasil. Seis de dezembro de 2009. Fla e Grêmio jogam no Maraca pela última rodada do Brasileirão. Com uma vitória simples, o rubro-negro da Gávea pode quebrar um jejum de 17 anos. Aos 25 minutos do segundo tempo, Ronaldo Angelim corre para a área. Petkovic bate o escanteio tão bem quanto Zico em 78. O resto é história. Com orgulho redobrado, a Fla Filmes confirma sua fama de pé-quente e finalmente traz para a “Nação” o filme oficial do Hexa. Acompanhe e se emocione com a campanha surpreendente do Mengão no Campeonato Brasileiro de 2009. Gols, entrevistas e uma edição especial do jogo final, recheada de imagens inéditas e exclusivas. Com certeza, um lançamento show de bola! 

 

RONALDO, O FENÔMENO (2005) / MINHATECA

Filme mostra a trajetória do maior Fenômeno que o mundo já viu em atividade. Desde sua origem até a glória nos velho continentes e a Seleção.  

VIDAS SOBRE RODAS (2010)

"Vida Sobre Rodas" conta a história do skate nacional nas últimas décadas através de depoimentos e manobras dos 4 maiores ídolos nacionais da atualidade: Bob Burnquist, Cristiano Mateus, Lincoln Ueda e Sandro Dias (Mineirinho).

Depoimentos e imagens de skatistas, jornalistas e empresários formam um conjunto que retrata os obstáculos superados pelo skate, hoje segundo esporte mais praticado no país.

"Vida Sobre Rodas" é um filme de muitas histórias, mas é, acima de tudo, a trajetória de jovens, muitas vezes sem nada em comum além da paixão pelo skate, que transformaram o esporte no país.

MEGA  Parte01 / Parte02 / Parte03 / Parte04 

HELENO, O PRÍNCIPE MALDITO (2012) / Minhateca

Em 1959, o famoso ex-jogador de futebol brasileiro Heleno de Freitas passa seus últimos dias em um sanatório de Barbacena (Minas Gerais). Completamente devastado por uma doença que lhe afetou o cérebro, ele ficava meses sem falar com ninguém. Certo dia, a mãe de seu filho e moça da sociedade, Sílvia, e seu melhor amigo e também ex-futebolista Alberto, agora casado com ela, lhe fazem uma visita. Heleno os recebe mas só conversa de fatos passados há muito tempo, quando era um grande jogador do Botafogo de Futebol e Regatas, clube de futebol do Rio de Janeiro. Nessa época era considerado temperamental (tinha o apelido de "Gilda", de um filme de Rita Hayworth), vivia tendo atritos com seu companheiros de time. Fora de campo, levava uma vida de exageros, frequentando boates, dormindo com várias mulheres, fumando compulsivamente e se viciando em éter e comprimidos. O problema nos nervos era sintoma da grave doença degenerativa que acabaria por matá-lo mas se recusou a qualquer tratamento. Sua grande frustração na carreira foi quando houve o cancelamento da Copa do Mundo em função da Segunda Guerra Mundial mas queria disputar a de 1950, no Brasil. Em 1945 foi o grande nome da Seleção Brasileira na disputa do Campeonato Sul-americano no Chile. Mas seus problemas pessoais e a falta de títulos fizeram com que o supersticioso presidente do Botafogo (Carlito Rocha) aceitasse vendê-lo para o Boca Juniors da Argentina. Heleno logo voltaria ao Brasil e queria retornar ao Botafogo mas foi rejeitado. Entrou para o time do Vasco da Gama mas sua má forma física o fez ser afastado após várias discussões com o técnico disciplinador Flávio Costa. Heleno não foi para a Copa de 1950 e a partir daí mal conseguiu jogar devido ao agravamento de sua doença. Sua obsessão passou então a vontade de jogar no Maracanã, o que conseguiu por um breve momento, com a camisa do América.

Direção de José Henrique Fonseca

Elenco:

Rodrigo Santoro...Heleno de Freitas
Alinne Moraes...Silvia
Angie Cepeda
Othon Bastos...Carlito Rocha
Erom Cordeiro...Alberto
Herson Capri...médico
Orã Figueiredo

Pelé Eterno / MEGA

Documentário brasileiro, dirigido por Anibal Massaini Neto, sobre a trajetória de Edison Arantes do Nascimento. A vida do "rei do futebol" Pelé é mostrada através de depoimentos de ex-jogadores, amigos e celebridades importantes da época. Seguindo uma ordem cronológica, são exibidos vários de seus gols, principais jogadas e fatos que marcaram sua carreira. 

Resultado de imagem para FOLHA CONTA A CONQUISTA DO TETRA

FOLHA CONTA A CONQUISTA DO TETRA (1994)

DEPOSITFILES Parte01 / Parte02 / Parte03 / Parte04 / Parte05

Documentário com os melhores momentos do Brasil na copa do mundo de 1994. Apresentado por Matinas Suzuki Jr. 

"A grande vitória", de Stefano Capuzzi Lapietra (2014) / MINHATECA / MEGA / 4Shared

Produzido pela O2 filmes, o filme é o longa de estréia do Cineasta Stefano Capuzzi Lapietra, que também escreveu o roteiro, baseado no livro "Aprendiz de Samurai", de Max Trombini. Como Cinéfilo eclético, não tenho nenhum tipo de objeção a filmes populares. Inclusive faço coro de que deve-se produzir filmes para todos os tipos de platéia, e não apenas filmes para serem vistos em Festivais e depois desaparecerem no circuito comercial. Nesse caso, "A grande vitória" tem como objetivo ser visto por apreciadores de esporte, no caso, judô, pessoas que buscam inspiração motivacional através de histórias de superação e fãs de melodramas. Para os que não se enquadram nesse perfil, o filme provavelmente não fará efeito, muito menos terá interesse. Max Trombini hoje em dia é um instrutor de judô e faz palestras motivacionais sobre como usar o esporte como exemplo para superar obstáculos na vida. Já vimos muitos filmes assim (À procura da felicidade, com Will Smith, é um exemplo). Em termos de roteiro, o filme não tem nada de original: essa história, já vimos muitas vezes no Cinema. Não há surpresas nem reviravoltas mirabolantes. É um filme previsível, mas acredito ter sido essa a intenção dos produtores. Felipe Falanga e Caio Castro interpretam Max criança e jovem respectivamente. Ambos seguram a onda do personagem, complexo por conta de sua instabilidade emocional. Abandonado pelo pai (Domingos Montagner), Max se vira como pode na cidade de Ubatuba, ao lado de sua mãe (Suzana Pires), que trabalha como faxineira, e seus avós (Moacyr Franco e Tuna Dwek​). Ajudado pelo instrutor Josino (Tato Gabus Mendes), Max encontra no esporte a válvula de escape para exorcizar seus fantasmas, e passa a almejar o sonho de participar das Olímpiadas. Aonde reside o potencial do filme? Em 2 pontos: no elenco eclético e competente, que confere dignidade a um filme que poderia ter errado totalmente de tom (Sabrina Sato e Ratinho, pasmem, são os elementos estranhos ao filme). E na parte técnica (Fotografia excelente de Toni Gorbi, Direção de Arte de Tulé Peak e a trilha sonora). O diretor teve cuidado com o apuro visual do filme, se fazendo valer de steadicam, grua e outros aparatos que conferem dinâmica ao filme. Mas a busca incessante em se espelhar em produções famosas, como "Rocky, um lutador", tira o brilho e a originalidade ao narrar uma história que tem nos personagens, a sua maior força.

 

Senna – O Brasileiro, O Herói, O Campeão (2010) / Mega

Era junho de 1984, um domingo no Grande Prêmio de Mônaco. Enquanto caía uma chuva torrencial, um dos melhores grupos de pilotos da história das corridas automobilísticas se alinhava na pista. Nada menos que seis atuais ou futuros campeões mundiais competiam naquele dia, incluindo o detentor do título Keke Rosberg; um impassível e destemido inglês chamado Nigel Mansell; o bicampeão mundial austríaco Niki Lauda; o confiante bicampeão mundial Nelson Piquet; e o homem chamado de ‘O Professor’, o francês Alain Prost, que na época estava a ponto de ser considerado por muitos o piloto mais completo de todos os tempos. Enquanto isso, na 13a posição do grid, atraindo pouco interesse em seu nada conceituado Toleman, estava um impetuoso jovem piloto em apenas sua sexta corrida de Fórmula 1.

 

Um Craque Chamado Divino (2006) / Minhateca

Dirigido por Penna Filho

O filme relata a carreira do jogador de futebol Ademir da Guia, o maior ídolo da história do Palmeiras.

Ayrton - Retratos e Memórias (2015)

A serie retrata a Vida do grande corredor Ayrton Senna, nas palavras do jornalista Ernesto Rodrigues também biógrafo do atleta transforma as páginas de seu livro e remonta a trajetória pessoal e profissional de Ayrton Senna, um mito do automobilismo mundial.

Episodio 1: Um Certo Da Silva
Episodio 2: Batismo de Fogo
Episodio 3: Velozes e Orgulhosos
Episodio 4: O Samurai e o Professor
Episodio 5: O Maior Duelo
Episodio 6: Companheiros de Classe
Episodio 7: Segredos do Paddock
Episodio 8: Vida de Campeão

Anderson Silva: Como Água (2011)  Minhateca

Direção: Pablo Croce

O documentário acompanha os treinos de Anderson Silva, o brasileiro campeão de MMA, em sua preparação para defender o título do peso médio contra o falastrão Chael Sonnen. O filme tem depoimentos do chefão do UFC, Dana White, além de José Aldo, Lyoto Machida, Junior Cigano e Rodrigo Minotauro.

Isto é Pelé (1974) / Minhateca

Diretor: Luiz Carlos Barreto

Documentário que narra a vida de Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, contando sua carreira de 17 anos de futebol. Ao lado do gênio Pelé, são focalizadas as grandes conquistas do futebol brasileiro, com ênfase nas Copas do Mundo de 1958 e 1970. Pelé depõe sobre suas qualidades e vemos cenas das partidas mais importantes que disputou, os gols mais emocionantes que marcou, como um testemunho e um legado de ensinamentos para as atuais e futuras gerações do futebol brasileiro.

Soberano - Seis Vezes São Paulo (2010) / MINHATECA

Soberano - Seis Vezes São Paulo é um longa-metragem brasileiro que conta a história dos títulos nacionais do clube São Paulo Futebol Clube. Retrata a visão de são-paulinos dos títulos de 1977, 1986, 1991, 2006, 2007 e 2008 mostrando as histórias dos principais ídolos do time a cada ano. A trilha sonora foi produzida por Luiz Macedo, da Jukebox, e conta também com canções de Nando Reis Nando Reis junto com Os Infernais.

Todo Poderoso: O Filme - 100 Anos de Timão (2010)

MINHATECA / MEGA

No ano de comemoração dos 100 anos do Corinthians, o documentário resgata imagens de arquivo inéditas, como o primeiro registro em movimento do time de futebol paulista, datado de 1929, que foi restaurado e tratado, além de cenas das décadas de 40 e 50. O filme traz gols históricos, símbolos, mascotes, uniformes e torcedores ilustres que dedicaram sua vida ao Timão.

Direção: André Garolli, Ricardo Aidar

Elenco: Adhemir da Guia, Amilcar Barbuy Jr., Biro Biro, Casagrande, Chico Malfitani, entre outros, Mano Menezes, Roberto Carlos, Ronaldo, Sócrates, Wladimir, Zé Maria

1981 - O Ano Rubro-Negro /  MINHATECA

O canal de TV por assinatura ESPN Brasil exibiu o documentário 1981, o Ano Rubro-Negro, que também é o título do livro de Dudu Monsanto jornalista da ESPN Brasil.

O documentário é uma coprodução da ESPN no Brasil com a produtora Gullane Entretenimento e foi dirigido por Dudu Monsanto, apresentador e narrador dos canais ESPN.

O documentário conta a história da maior conquista da história do Flamengo: o título mundial de clubes de 1981, que completou 30 anos no dia 13 de dezembro.

"A final contra o Liverpool, campeão europeu, foi disputada em Tóquio, e os japoneses acompanharam uma exibição sublime dos rubro-negros. O placar de 3×0 foi construído em apenas 41 minutos, e o time brasileiro virou sinônimo de futebol-arte, arrancando aplausos até das torcidas adversárias", conta Monsanto.

 

Flamengo: Penta Tri - A Hegemonia / Minhateca

O campeonato parecia perdido. Resultados ruins, salários atrasados e brigas internas. Em meio a este temporal, Fábio Luciano anuncia que vai pendurar as chuteiras e pede aos jogadores que lhe ajudem a ser campeão pela última vez. Mobilizado pelo poder de liderança do capitão, o time se transforma e não perde mais nenhum jogo.
O Fla é Tri de novo, desta vez com um sabor especial.
Ao conquistar seu 31° título estadual, derruba o domínio de 103 anos do rival das Laranjeiras e alcança a hegemonia absoluta do futebol carioca.
Com todos os gols da campanha, entrevistas inéditas, imagens de bastidores e da torcida rubro-negra, PENTA TRI – A Hegemonia registra este capítulo inesquecível da história do Mengão. Traz ainda um show de imagens da finalíssima, com cinco câmeras exclusivas e novas músicas compostas pelo cantor Rogê.