Sites Grátis no Comunidades.net
DRAMA
DRAMA

Resultado de imagem para estranho encontro filme

Estranho Encontro - 1958 / Minhateca

Dirigido por Walter Hugo Khouri

Elenco:

  • Mário Sérgio...Marcos
  • Andrea Bayard...Júlia
  • Lola Brah...Wanda
  • Luigi Picchi...Hugo
  • Sérgio Hingst...Rui

Júlia é uma moça atormentada que em pânico escapa de atropelamento à noite, numa via erma. O motorista Marcos a socorre e a abriga numa mansão no campo que pertence a sua amante, Wanda. Júlia conta que fugira do marido Hugo, um neurótico com uma perna amputada e que a aterrorizava com suas manias e distúrbios psicológicos. A amante chega e Marcos tem que esconder Julia dela mas o caseiro a descobre e, ao ver o anúncio que Hugo colocara no jornal, liga para o homem.

Dirigido por Walter Hugo Khouri 

 Resultado de imagem para na garganta do diabo 1960 filme

Na Garganta do Diabo - 1960 / Minhateca

Em 1868, durante a guerra do Paraguai, os brasileiros Pedro Andrade (sargento) e Reis (alferes) e os paraguaios Ramón (soldado) e um indígena mercenário desertam e conseguem chegar às cataratas do Iguaçu. Numa aldeia que encontrar, o indígena acaba matando uma criança, fazendo com que o grupo se embrenhe na mata para fugir. Eles acabam invadindo uma casa em que moram quatro pessoas em condições precárias. Inicia-se uma convivência forçada com os desertores, o que não resultará em boas situações.

Um filme de Walter Hugo Khouri com Luigi Picchi, Odete Lara, Sergio Hingst, José Mauro de Vasconcelos.

PERDIDA (1975)

Elenco:

  • Álvaro Freire Júlio César
  • Helber Rangel Zeca
  • Maria Sílvia Estela
  • Thelma Reston Emília
  • Wilson Grey Viriato

Dirigido por: Carlos Alberto Prates Correia

Agredida pelos patrões, Estela, empregada doméstica em Rio Verde, norte de Minas, foge com a trouxa na cabeça. Um chofer de caminhão a protege de um ataque em um posto de gasolina, a leva para casa, e lhe arranja colocação no bordel da cafetina Emília.

A Queda (1976)

Um operário do metrô carioca morre em um acidente de trabalho. Como não era registrado na obra, a empresa evita a divulgação da notícia e procura subornar a viúva para que a responsabilidade da morte recaia sobre a própria vítima. O sogro do operário, contando com a ajuda de um jornalista e de um advogado, decide lutar para que a verdade e a justiça prevaleçam.

Direção: Ruy Guerra

ELENCO

Nelson Xavier
Hugo Carvana
Lima Duarte
Perfeito Fortuna
Ruy Guerra
Leina Krespi
Paulo César Peréio
Tonico Pereira
Isabel Ribeiro
Luiz Rosemberg Filho
Maria Sílvia
Helber Rangel

 

"De menor", de Caru Alves de Souza (2013)

Vencedor do prêmio de melhor filme do Festival do Rio 2013, dividido com "O lobo atrás da porta", esse filme de estréia da filha de Tata Amaral traz um drama que tem como tema o sistema reformatório de menores e o desmantelamento da unidade familiar. Helena (Rita Batata) é uma jovem recém formada como advogada. Ela trabalha na defensoria pública de um órgão para menores infratores. Órfã de pai e mãe, ela cuida de seu irmão, Caio (Giovanni Galo). Mas desde a morte dos pais o irmão tem andado com uma quadrilha de jovens infratores e acaba sendo preso. Helena fica em conflito, pois precisa acreditar na inocência de seu irmão e defendê-lo. Bom drama, econômico (77 minutos) e simples na decupagem de planos. Muitas cenas se resolvem em um único plano. Os atores estão ótimos, em especial Rita Batata e Giovanni Galo. Um projeto digno, intimista, sobre almas despedaçadas.

Resultado de imagem para amor carnaval e sonhos filme

Amor, Carnaval e Sonhos (1972) / MEGA

Dirigido por Paulo César Saraceni

Amor, Carnaval e Sonhos mostra dramas íntimos que se extravazam nos quatro dias de folia, tendo como pano de fundo, o Carnaval.

Elenco:

  • Arduíno Colassanti
  • Ana Maria Miranda
  • Leila Diniz
  • Hugo Carvana
  • Paulo César Saraceni 

Sonho de Valsa (1987) / MINHATECA

Um filme de Ana Carolina com Xuxa Lopes, Arduíno Colasanti, Ney Matogrosso, Daniel Dantas.

Teresa (Xuxa Lopes) é uma mulher na faixa dos 30 anos de idade que busca sua própria identidade. Ela faz isso a partir das imagens que faz dos homens, inclusive o próprio pai e irmão (Arduíno Colassanti e Ney Matogrosso). Mas, caminhando entre eles, Teresa se sente cada vez mais abandonada. Em uma mistura de realidade, delírio e desejo, uma mulher busca por amor.

 

JOELMA 23º ANDAR (1979)

Dirigido por Clery Cunha

ELENCO:

Beth Goulart - Lucimar
Liana Duval - Lucinda
Vilma Camargo
Ugo Canessa
Ed Carlos
Oswaldo Cirillo
Jesse James Costa
Henrique Verona Cristófani
Marly de Fátima
Valdemar de Lima
Ivo de Oliveira
Thiago Fabris
Paulo Farah
João Abraão Felício
Maria Ferreira
Márcia Fraga
Lilian Gonçalves
Castor Guerra
Ruy Leal
Landa Lopes
Carlos Marques
Paulo Mustafá
Antônio Pettan
Daniele Rodrigues
Lourenço Luís Sanches
Oricema Silveira
Malu Stein
Alvamar Taddei
Chico Xavier - Ele mesmo

A jovem Lucimar (Beth Goulart) e seu irmão Alfredo trabalham num dos escritórios do edifício, em São Paulo. No incêndio do Joelma, Lucimar morre e Alfredo escapa com vida. Dona Lucinda, a mãe de Lucimar, entra em depressão com a morte da filha. Aconselhada por amigos, ela procura o médium Chico Xavier, em busca de uma mensagem do outro mundo.

BELA NOITE PARA VOAR (2009)

ELENCO:

José de Abreu .... Juscelino Kubitschek
Mariana Ximenes .... Princesa
Marcos Palmeira .... Carlos Lacerda
Paulo Ascenção .... Assessor de JK
Tadeu Di Pyetro .... Brigadeiro Botafogo
Cecil Thiré .... Marechal Lott
Felipe Wagner .... General Fiúza
Cássio Scapin .... Governador Jânio Quadros
Nizo Neto .... Tenente Estopim
André Barros .... coronel Affonso
Henrique Pires ....
Emílio de Mello .... Oscar Niemeyer
João Vicente Goulart .... João Goulart
Edgar Amorim .... Renato
Cacá Amaral .... Geraldo
Julia Lemmertz .... Mulher de Carlos Lacerda
Kátia d'Angelo .... Sarah Kubitschek
Lupe Gigliotti .... Cuida das crianças com coqueluche
Julio Braga .... Co-piloto do avião presidencial
Iran Malfitano .... Presidente da UNE
David Pinheiro .... Celso
Gustavo Gasparani
Luís Nicolau
Chico Silva

Dirigido por Zelito Viana

Cinebiografia sobre um dia na vida do ex-presidente do Brasil, Juscelino Kubitschek. 

 

Riocorrente - 2013

Carlos (Lee Taylor), Renata (Simone Iliescu) e Marcelo (Roberto Audio) formam um triângulo amoroso contextualizado na caótica rotina de uma metrópole como São Paulo. Carlos tenta cuidar do menino Exu (Vinicius dos Anjos), mas ele passa o dia inteiro nas ruas da cidade.

Um filme de Paulo Sacramento com Lee Taylor, Simone Iliescu, Roberto Audio, Vinicius dos Anjos.

 

O Lobo Atrás da Porta - 2013

Direção: Fernando Coimbra

O desaparecimento de uma criança faz com que seus pais, Bernardo (Milhem Cortaz) e Sylvia (Fabiula Nascimento), vão até uma delegacia. O caso fica a cargo do delegado (Juliano Cazarré), que resolve interrogá-los separadamente. Logo descobre que Bernardo mantinha uma amante, Rosa (Leandra Leal), que é levada à delegacia para averiguações. A partir de depoimentos do trio, o delegado descobre uma rede de mentiras, amor, vingança e ciúmes envolvendo o trio.

 

O SOM AO REDOR (2012)

A presença de uma milícia em uma rua de classe média na zona sul do Recife muda a vida dos moradores do local. Ao mesmo tempo em que alguns comemoram a tranquilidade trazida pela segurança privada, outros passam por momentos de extrema tensão. Ao mesmo tempo, casada e mãe de duas crianças, Bia (Maeve Jinkings) tenta encontrar um modo de lidar com o barulhento cachorro de seu vizinho.

Direção: Kleber Mendonça Filho
Elenco: Irandhir Santos, Gustavo Jahn, Maeve Jinkings

A Grande Noitada - 1997 / MINHATECA

Um rico industrial, Tristão Roque Brasil, vivido por Othon Bastos, amarga uma derrota fragorosa nas eleições para prefeito. Quando sua empresa quase lança no mercado um produto estragado, Tristão tem um princípio de enfarte. Em casa, a vida de Tristão é ainda mais decepcionante. A esposa o trata com frieza e seus filhos só querem seu dinheiro. A única alegria está nos momentos que passa assistindo a óperas. Rumando solitário para a récita de 'Elixir do Amor', Tristão encontra Mimi, uma manicure que o leva para o que seria sua primeira relação extraconjugal. E, em meio à noitada, Tristão tem um novo ataque, desta vez fatal. Morto na casa da manicure, torna-se um inconveniente problema: Mimi está em liberdade condicional.

Elenco:

  • Othon Bastos....Tristão Roque Brasil
  • Ítalo Rossi....Butuca
  • Esther Góes....Nedda
  • Sílvia Pompêo....Mimi
  • Renato Borghi....Bêbado
  • Luciano Chirolli....Carlito/Charlotte
  • José Rubens Chachá....Massa
  • Carlos Capeletti....Zunia Scarpia
  • Maria Alice Vergueiro....Brunilde
  • Júlio Calasso....Mango Jacaré
  • Graça Berman....Lourdes Coxão
  • Ruthinéia de Moraes
  • Augusto Pompêo
  • Maracy Mello
  • Vicentini Gomez
  • Flávio Portho
  • Iris Decallafe

Dirigido por Denoy de Oliveira

Netto Perde Sua Alma - 2001 / MINHATECA

Dirigido por Tabajara Ruas e Beto Souza

Elenco:

  • Werner Schünemann .... general Netto
  • Sirmar Antunes .... sargento Caldeira
  • Anderson Simões .... Milonga
  • Lisa Becker .... enfermeira Catarina
  • João França .... capitão de Los Santos
  • Laura Schneider .... Maria Escayola
  • Márcia do Canto .... enfermeira Zubiaurre
  • Arines Ibias .... Phillip Blood
  • Fábio Neto .... embaixador
  • Oscar Simch .... Ramires
  • Nélson Diniz .... capitão Teixeira Nunes
  • Letícia Liesenfeld .... Maria Luíza
  • Araci Esteves .... sra. Guimarães
  • Miguel Ramos .... padre Bandoleiro

Antônio de Souza Netto é um general brasileiro que é ferido em plena Guerra do Paraguai e agora está se recuperando no Hospital Militar de Corrientes, na Argentina. Lá ele percebe que coisas estranhas estão ocorrendo ao seu redor, como o capitão de Los Santos acusar o cirurgião de ter amputado suas pernas sem necessidade e reencontrar um antigo camarada, o sargento Caldeira, ex-escravo com quem lutou na Guerra dos Farrapos, ocorrida algumas décadas antes. Juntamente com Caldeira, Netto rememora suas participações na guerra e ainda o encontro com Milonga, jovem escravo que se alistara no Corpo de Lanceiros Negros, além do período em que viveu no exílio no Uruguai.

E a Vida Continua... - 2012 / MINHATECA

Um filme de Paulo Figueiredo com Lima Duarte, Amanda Acosta, Luiz Baccelli, Ana Lucia Torre

Ernesto (Luiz Bacelli) tem 50 anos e carrega consigo uma tragédia do passado, a qual esconde através de um sorriso bem humorado. Ele conhece Evelina (Amanda Acosta), de 25 anos, ao ajudá-la na estrada, após o carro dela enguiçar. Ambos estão indo ao mesmo hotel e, aos poucos, constroem uma amizade sólida baseada também nas dificuldades enfrentadas ao longo da vida, já que Evelina está machucada emocionalmente devido à infidelidade do marido. C

 

Veja Esta Canção (1994) / MINHATECA

"Pisada de Elefante": Um policial rodoviário se apaixona perdidamente por uma mulata, em uma boate no Rio de Janeiro.

"Drão": um publicitário e sua esposa enfrentam uma grave crise no casamento.

"Você é Linda": dois adolescentes sem teto precisam lidar com a miséria em que vivem.

"Samba do Grande Amor": um livreiro fica encantado com uma voz feminina vinda de um prédio do outro lado da esquina.

Dirigido por Carlos Diegues

Elenco:

"Pisada de Elefante"

  • Carla Alexandar
  • Leon Goes
  • Jacqueline Laurence
  • Alexandre Lippiani
  • Floriano Peixoto
  • Mestre Toni
  • Suzana Ribeiro

"Drão"

  • Catarina Abdala
  • Karen Acioly
  • Débora Bloch
  • Pedro Cardoso
  • Maria Lúcia Dahl
  • Cacá Mourthé
  • Hélio Passos
  • Regininha Poltergeist
  • Dudu Sandroni
  • Marcelo Tas
  • Antônio Teixeira
  • Ailton Vasconcelos

"Você É Linda"

  • Cassiano Carneiro
  • Lúcio Barros
  • Bruno Dias
  • Goltschalik Fraga
  • Bianca Guedes
  • Tim Perry
  • Gabriela Lins e Silva
  • André Simpson
  • Chica Simpson
  • Leonardo Teixeira
  • Luciano Vidigal
  • Adriana Zanyelo

"Samba do Grande Amor"

  • Sílvia Buarque
  • Celso André
  • Emílio de Mello
  • Chico Díaz
  • Fernanda Montenegro
  • David Neves
  • Alexandre Zacchia
  • Isa Viana
  • Fernando Torres

Coração de Luto (1967) / MINHATECA

Dirigido por Eduardo Llorente

Teixeirinha, Mary Terezinha, Miro Soares, Claudio Lazzarotto

Um velho fazendeiro rico decide casar-se novamente, tendo um filho. Mas os três filhos mais velhos de seu primeiro casamento são ambiciosos e cruéis, e quando o pai morre, expulsam o caçula e sua mãe. Quando mais uma tragédia recai sobre a família, o pequeno Vitor se vê sozinho no mundo. Inspirado no clássico musical de Teixeirinha.

Soledade - A Bagaceira (1976) / MINHATECA

Dirigido por: Paulo Thiago

Elenco:

  • Carlos Kroeber
  • Emmanuel Cavalcanti
  • Jofre Soares
  • José Marinho
  • Maria Ribeiro
  • Maurício do Valle
  • Nautília Mendonça
  • Nelson Xavier
  • Ney Santanna
  • Rejane Medeiros
  • Roberto Bonfim
  • Rosa Maria Penna
  • Sávio Rolim
  • Waldemar Solha

Engenho é modernizado pelo filho do senhor, que passa a sofrer represálias do pai. O rapaz vai estudar na capital e, com a morte do governador João Pessoa, volta para o engenho e sua amada, Soledade, para implantar a revolução nos canaviais.

O País dos Tenentes (1987) / MINHATECA

Dirigido por João Batista de Andrade

Elenco:

  • Paulo Autran...General Antonio Guilherme/"Gui"
  • Carlos Gregório...Sérgio
  • Ricardo Petraglia...Gabriel
  • Cássia Kiss...Inês
  • Buza Ferraz...Tenente Pena
  • Flávio Antônio...Tenente Antonio Guilherme/"Gui" jovem
  • Giulia Gam...Helena
  • Lorival Pariz...Coronel Eduardo (creditado como L.Pariz)
  • Antônio Petrin...Delegado Freitas
  • Malu Pessin...Governanta
  • Willi Bolle...Hans
  • Henrique Christensen...André
  • Benjamin Cattan...General Monteiro de Barros
  • Carlos Koppa...Coronel Xavier de Brito
  • Leon Cakoff.... Getúlio Vargas
  • Luciano Sabino...Siqueira Campos
  • Paulo Seabra...Juarez Távora
  • Jayme Del Cueto...Miguel Costa
  • Cassiano Ricardo...Luis Carlos Prestes
  • Décio Pinto...João Alberto
  • George Freire...Eduardo Gomes
  • Oswaldo Ávila...General Isidoro
  • Camilo Bevilaqua...Newton Prado
  • Paulo Drumond...Cordeiro
  • Kiko Guerra...Carpenter
  • André Ceccato...Otávio Corrêa
  • Paulo Gorgulho...Integralista
  • Cândido Damm...Hélio Silva
  • Rubens Pignatari...Diretor da TWT
  • Mauro Padovani...Operário
  • Luiz Carlos Buruca...Comunista
  • Christiane Tricerri...Repórter
  • Josmar Martin...Coronel Rolim
  • Ana Kfouri...Olga Prestes
  • Djalma Limongi Batista (convidado)
  • Guilherme de Almeida Prado (convidado)
  • Inácio de Loyola Brandão (convidado)
  • Glauco Pinto de Moraes (convidado)
  • Conjunto Musical TACC (Participação)

Em 1984, em meio a Campanha pelas Diretas Já, um general da reserva é homenageado por uma multinacional alemã da qual é dirigente. Uma repórter o aborda e pergunta sobre fatos históricos do país como a Revolta dos 18 do Forte de Copacabana e as Revoluções tenentistas da década de 1920 das quais o general fizera parte. A partir daí o general entra em crise pessoal recolhendo-se em sua casa de campo e começa a lembrar sua trajetória, que coincide com 60 anos de vida política brasileira.

Beira-Mar - 2015 / 1Fichier

Um filme de Filipe Matzembacher, Marcio Reolon com Mateus Almada, Maurício José Barcellos, Elisa Brites, Francisco Gick.

Martin (Mateus Almada) e Tomaz (Maurício José Barcellos) viajam para o litoral gaúcho. Martin precisa encontrar um documento para o pai na casa de parentes, e Tomaz decide acompanhá-lo. Os dois acabam abrigando-se em uma casa de vidro à beira-mar, a fim de fugir da rejeição familiar de Martin e da estranha distância que surgiu entre os dois.

DESMUNDO (2003) / MINHATECA

Dirigido por Alain Fresnot

Elenco:

  • Simone Spoladore .... Oribela
  • Osmar Prado .... Francisco de Albuquerque
  • Caco Ciocler .... Ximeno Dias
  • Berta Zemel .... dona Branca
  • Beatriz Segall .... dona Brites
  • José Eduardo .... governador
  • Débora Olivieri .... Maria
  • José Rubens Chachá .... João Couto
  • Cacá Rosset .... Afonso Soares D'Aragão
  • Giovanna Borghi .... Bernardinha
  • Laís Marques .... Giralda
  • Arrigo Barnabé .... músico

O filme é ambientado em 1570, época em que os portugueses enviavam órfãs ao Brasil para que casassem com os colonizadores. A tentativa era minimizar o nascimento dos filhos com as índias e que os portugueses tivessem casamentos brancos e cristãos. Essas órfãs viviam em conventos e muitas delas desejavam ser religiosas. Oribela, uma dessas jovens, é obrigada a casar com Francisco de Albuquerque.

 

 Resultado de imagem para o grão filme

O GRÃO (2007)

Um filme de Petrus Cariry com Leuda Bandeira, Verônica Cavalcanti, Nanego Lira

Em "O Grão", a protagonista é Perpétua (a atriz de teatro Leuda Bandeira). Muito ligada ao neto Zeca (Luís Felipe Ferreira), a velha senhora decide prepará-lo para a possibilidade de sua morte, contando-lhe fábulas, como a de um rei e rainha muito ricos, que perderam o filho e fazem de tudo para tentar trazê-lo de volta à vida.

Num ambiente rural e despojado, esse relacionamento entre avó e neto, que se desenvolve através das palavras e da imaginação, encontra um contraponto no esforço de um modesto casal de pais, Damião (Nanego Lira) e Josefa (Verônica Cavalcante) para preparar o casamento da filha, Fátima (Kelvya Maia).

As duas histórias vão se entrelaçando numa narrativa sempre enxuta e econômica, que aposta muito na riqueza visual da fotografia de Ivo Lopes Araujo, bem como no apuro do som (de Danilo Carvalho) e da trilha sonora de Liduíno Pitombeira.

Entre a enxurrada de filmes medíocres que povoam as salas de cinema, o longa de Cariry é uma honra à cinematografia brasileira por suportar uma discussão para além do “gostei ou não gostei” e provocar nossa reação aos muitos Brasis. Pena que o espaço para esse tipo de filme que precisa de tempo para encontrar seu público é minúsculo.

Resultado de imagem para área q filme

Área Q - 2011

Direção: Gerson Sanginitto

Elenco: 

Isaiah Washington, Tânia Khalil, Leslie Lewis e Murilo Rosa

Quixadá, 1979. O fazendeiro João Batista (Murilo Rosa) é surpreendido ao ser abduzido por seres extra-terrestres. Ele retorna com poderes, o que faz com que se torne um mito local. Duas décadas depois, o jornalista investigativo Thomas Matthews (Isaiah Washington) chega à cidade. Enviado por um jornal americano para desvendar os relatos de OVNIs na região, Thomas ainda sofre pelo misterioso desaparecimento de seu filho, ocorrido há pouco tempo. Ao entrevistar algumas pessoas abduzidas, Thomas percebe que há fundamento no relato delas e que, de alguma forma, os eventos da região estão ligados ao sumiço de seu filho.

Resultado de imagem para o beijo da mulher aranha

O Beijo da Mulher-Aranha - 1985 / Legenda

Direção: Hector Babenco

Elenco:

  •  William Hurt como Luís Molina
  • Raúl Juliá como Valentín Arregui
  • Sônia Braga como Leni Lamaison / Marta / Mulher-Aranha
  • José Lewgoy como guarda
  • Milton Gonçalves como policial
  • Miriam Pires como mãe de Molina
  • Nuno Leal Maia como Gabriel, amigo de Molina
  • Fernando Torres como Américo
  • Patricio Bisso como Greta
  • Herson Capri como Werner
  • Denise Dumont como Michelle
  • Miguel Falabella como tenente
  • Ana Maria Braga como Lídia
  • Antônio Petrin como Torto
  • Wilson Grey como Fiasco
  • Cláudio Curi

O filme conta a história do prisioneiro político de esquerda Valentín Arregui (Raul Julia) e Luís Molina (William Hurt), um homossexual efeminado condenado por "corrupção de menor". Os dois dividem uma cela numa prisão brasileira.

Molina relembra, na prisão, um de seus filmes favoritos, um suspense romântico de guerra que também é uma propaganda nazista. Ele tece os personagens do filme numa narrativa que traz conforto a Arregui para distraí-lo da dura realidade da prisão e da separação da mulher que ama.

Arregui permite que Molina penetre sua auto-defensiva intimidade e se abre para ele. Apesar de suas discussões sobre a política por trás do cinema, uma improvável amizade se desenvolve entre os dois prisioneiros: o sonhador e o ativista político.

À medida que a história se desenvolve, fica claro que Arregui está sendo envenenado pelos carcereiros para que revele o que sabe. Molina, ao que tudo indica, também pode ter segundas intenções, ou seja, seus sentimentos românticos por Arregui.

Resultado de imagem para o céu de suely filme


 
 
 

O Céu de Suely - 2006

 Dirigido por Karim Aïnouz

Elenco:

  • Hermila Guedes - Hermila
  • Maria Menezes - Maria
  • Zezita de Matos - Zezita
  • João Miguel - João
  • Georgina Castro - Georgina
  • Cláudio Jaborandy - Cláudio
  • Marcélia Cartaxo - Marcélia
  • Matheus Vieira - Matheus
  • Flávio Bauraqui - Flávio

Hermila (Hermila Guedes), tem 21 anos, nasceu e foi criada na pequena cidade de Iguatu, Ceará, na Região Nordeste do Brasil. Grávida, tenta a vida em São Paulo com o namorado. Meses depois, não conseguindo emprego, porém, volta à cidade natal. Aguarda por um mês o retorno do namorado, pai da criança, que some, sem deixar pistas. Ao perceber que foi abandonada, resolve mais uma vez fugir daquele lugar, mas desta vez, para o Rio Grande do Sul, onde talvez existam condições melhores. Sem dinheiro para a viagem, ela adota o pseudônimo de Suely, e resolve rifar o próprio corpo entre os homens da cidade. O vencedor terá o que ela define "Uma Noite no Paraíso". Sua atitude gera muita polêmica entre o povo local, e principalmente entre sua família. Enquanto o prêmio da rifa não sai, ela ainda tem que terminar uma questão mal-resolvida com um ex-namorado de adolescência. 

Boi Neon 2015

Dirigido por Gabriel Mascaro

Elenco:

  • Juliano Cazarré como Iremar
  • Maeve Jinkings como Galega
  • Vinicius de Oliveira como Júnior
  • Samya De Lavor como Geise
  • Alyne Santana como Cacá
  • Josinaldo Alves como Mário

 Iremar (Juliano Cazarré) é um peão que trabalha na vaquejada, “esporte” no qual dois vaqueiros têm de emparelhar o boi até uma faixa de cal riscada no chão e derrubar o animal. Ele é o responsável por preparar o bicho para a arena. Mas o que o matuto mais quer da vida é trabalhar no “fabrico de roupa”, como o próprio personagem define, ou seja, ele sonha em ser estilista do Polo de Confecções do Agreste.

 

Mãe só há uma, de Anna Muylaert (2016)  Senha: soumegafilmes.com

Um filme de uma das cineastas mais premiadas do ano de 2015, que realizou o petardo "Que horas ela volta!", com certeza iria provocar um grande buchicho e curiosidade. As comparações seriam inevitáveis. A grande maioria das pessoas que assistiram dizem que o filme com a Regina Casé é melhor. Pode até ser. Mas "Mãe só há uma" tem muitas qualidades, e a principal dela eé o brilhante trabalho de direção de atores de todo o elenco. Desde talentos incontestáveis como Matheus Nachtergaele, até lançamentos muito bem vindos, principalmente do protagonista Naomi Nero, excepcional. O roteiro abraça muitas histórias e vertentes, mas a principal gira em torno da história de uma família de classe média: mãe viúva e dois filhos. Um adolescente, Pierre, e uma menina. Pierre é bissexual com fetiche em vestir roupas femininas. Um dia, os irmãos descobrem que não são irmãos e pior: que a mãe deles não é a mãe biológica. Eles foram roubados na maternidade. Baseado numa história real, o filme trabalha um olhar documental: planos lentos, ações sem pressa. É um filme que incomoda, que instiga, que questiona. Com isso tudo, a filme ainda brinda o espectador com cenas memoráveis: a do boliche, a do vestiário.

 

Resultado de imagem para mar de rosas filme

Mar de Rosas - 1978 / MINHATECA

Sérgio e Felicidade chegam a um hotel no Rio de Janeiro, com a filha adolescente, Betinha, discutindo o relacionamento. Uma briga que culmina na esposa agredindo o marido com uma navalha. Acreditando que o marido está morto, ela foge com Betinha de volta para São Paulo. Uma viagem que se torna um jogo de manipulações e violência.

Elenco:

  • Norma Bengell ... Felicidade
  • Cristina Pereira ... Betinha
  • Hugo Carvana ... Sérgio
  • Otávio Augusto ... Orlando Barde
  • Ary Fontoura ... Dr. Dirceu
  • Myrian Muniz ... Dona Nobi
  • Maria Sílvia ... Mulher no trem

Dirigido por Ana Carolina 

 Resultado de imagem para dama de branco filme 1978

A Dama de Branco - 1978 / Minhateca

Maurício, diplomata brasileiro morando no exterior há mais de cinco anos, vem de férias ao Rio de Janeiro e procura um antigo companheiro, Heitor, hoje um rico industrial. Ele lhe conta sobre o seu casamento frustrado com Marta, que o amigo não conhece. Maurício fica hospedado na antiga garçonière de Heitor. Marta, encontrando entre as coisas do marido um endereço, resolve ir até lá. Encontra Maurício e lhe diz que seu nome é Ana, que havia marcado um encontro ali com uma amiga, que não conhece seu marido. Os dois sentem-se mutuamente atraídos e passam a se encontrar com frequência.

Um filme de Mário Latini com Rubens de Falco, Márcia Latini, Rosana Martins, Milton Vilar. 

 Resultado de imagem para o primeiro dia filme

O Primeiro Dia - 1999 / Minhateca

O destino de João (Luiz Carlos Vasconcelos), encarcerado num presídio do Rio de Janeiro, nunca deveria se cruzar com o de Maria (Fernanda Torres), isolada em seu apartamento. Mas no dia 31 de dezembro de 1999 João foge da prisão. No mesmo momento, Maria vaga pelas ruas da cidade, desamparada e abandonada pelo marido. João é perseguido nos becos e favelas de Copacabana. Começa a contagem regressiva da virada do ano. Estouram os primeiros fogos de artifício. Sem nenhuma perspectiva, Maria sobe para o telhado de seu prédio, o mesmo lugar onde João busca se esconder. E é nesse espaço, entre o céu e a terra, na utopia de uma única noite, que a cidade partida se abraça e o milagre se produz. Até a chegada do primeiro dia.

Direção: Walter Salles, Daniela Thomas

Elenco:

  • Fernanda Torres
  • Luiz Carlos Vasconcelos
  • Matheus Nachtergaele
  • Nelson Sargento
  • Tonico Pereira
  • Aulio Ribeiro
  • Luciana Bezerra
  • Antônio Gomes
  • Nelson Dantas
  • Carlos Vereza
  • José Dumont

 Resultado de imagem para outra memória paula braun

Outra Memória (2005) / Minhateca

Para celebrar o aniversário da sua cidade, um diretor de teatro precisa montar uma peça sobre uma atriz do passado que lembre a força da colonização alemã. Decidido a conquistar o papel de protagonista, um dos atores subverte o roteiro do diretor, trazendo para a peça cenas sobre o extermínio de índios e o nazismo, temas ainda considerados tabu. O ensaio para a peça sobre a atriz misteriosa inspira a reflexão sobre o passado europeu no sul do Brasil. Surpreendentes fotografias e filmes antigos, revelados pelos conflitos de um grupo de atores, mostram que muitos episódios da colonização alemã podem ser vistos com outros olhos. Filmado no Brasil e na Alemanha, com trilha sonora de grandes compositores clássicos e contemporâneos como Yamandú Costa, Edino Krieger, Bach, Schubert e Mozart. Outra Memória é uma obra fundamental para conhecer nossa história.

Direção: Chico Faganello

Elenco: Paula Braun, Ivo Müller, Borges de Garuva, Pepe Sedrez, Arno Alcântara, Fabio Hostert, Reinaldo Pfau

Resultado de imagem para andre a cara e coragem 

André, a Cara e a Coragem (1971) / Minhateca

Adolescente chega do interior para tentar vencer na cidade do Rio de Janeiro, mas enfrenta várias dificuldades, mora em pensão barata, torna-se gigolô e engravida uma operária.

Elenco:

  • Stepan Nercessian ... André
  • Ângela Valério ... Marly
  • Echio Reis ... Marujo
  • Antonio Patiño ... Guimarães
  • Elcy Andrade
  • Antônio Augusto
  • Alvim Barbosa
  • Dilberto da Silva
  • José De Freitas
  • Divaldo de Souza
  • Cid Fayão
  • João Gerônimo
  • José Guilherme
  • José Lube
  • Edil Magliari
  • Nelson Mariani
  • Ilva Niño
  • Edilson Oliveira
  • Pichin Plá
  • Maria Regina
  • Emiliano Ribeiro
  • Maria Rita
  • Manoel Santana
  • Eugênio Santos
  • Maria Luiza Splendore
  • Alcidia Tavares
  • Cirene Tostes

Dirigido por Xavier de Oliveira

 Resultado de imagem para o amuleto de ogum

O Amuleto de Ogum (1974)

Dirigido por Nélson Pereira dos Santos

Elenco:

  • Ney Santanna.... Gabriel
  • Anecy Rocha.... Eneida
  • Joffre Soares.... Severiano
  • Maria Ribeiro.... Maria
  • Emmanuel Cavalcanti
  • Jards Macalé.... Firmino
  • Ilya São Paulo
  • Luiz Carlos Braga
  • Olney São Paulo
  • Flávio São Thiago
  • Clóvis Scarpino
  • Antonio Carnera
  • José Carvalho
  • Washington Fernandes
  • Waldir Onofre
  • Erley José
  • Francisco Santos
  • José Marinho
  • Antônio Carlos de Souza Pereira
  • Russo

Violeiro cego conta (canta) a história de um menino cujo pai e irmão foram assassinados e que, a pedido da mãe, vai a um terreiro de umbanda para "fechar o corpo" (proteger-se pelos espíritos). Crescido, envolve-se com o crime e a contravenção na Baixada Fluminense, até que se envolve com amante do bicheiro e é jurado de morte — mas conta com a proteção do amuleto de Ogum. 

 Resultado de imagem para aparecida, o milagre

Aparecida - O Milagre (2010) / Minhateca

Marcos Resende é um homem frio e em crise que comanda a empresa Metal Nobre. Marcos perdeu a fé em Deus quando seu pai, Antônio, morre na construção da Basílica de Nossa Senhora Aparecida. Ele havia pedido um dia antes para Nossa Senhora Aparecida chuteiras para ele jogar em um time e seu pai iria comprá-las. Marcos é separado da esposa Sônia e tem rixas com o filho Lucas, além de manter uma relação afetiva ruim com Beatriz, funcionária da empresa e com sua mãe, Júlia. Após um mal-entendido, Lucas sofre um grave acidente de moto. Então Marcos revive sua história e a convivência com seu pai. E quando ele recorre a Júlia, ela revela a misteriosa graça de sua família.

Elenco:

  • Murilo Rosa - Marcos Resende
  • Maria Fernanda Cândido - Beatriz
  • Leona Cavalli - Sônia Resende
  • Jonatas Faro - Lucas Resende
  • Bete Mendes - Júlia Resende
  • Rodrigo Veronese - Antônio Resende
  • Leopoldo Pacheco - Moacir
  • Vinícius Franco - Marcos menino
  • Dandara Mariana - Sheila
  • Janaina Prado - Júlia jovem

Dirigido por Tizuka Yamasaki

Resultado de imagem para mãos sangrentas

Mãos Sangrentas (1954)

No presídio da Ilha Anchieta, os detentos se rebelam, dominam a situação, mas muitos morrem. Um dos únicos que consegue fugir se encontra com uma prostituta e resolve contar a ela sua história e como foi parar no presídio.

Elenco:

  • Arturo de Córdova
  • Tônia Carrero
  • Carlos Cotrim
  • Sadi Cabral
  • Heloísa Helena
  • Armando Louzada
  • Jackson de Souza
  • Gilberto Martinho
  • Agostinho Ferreira
  • Antonia Marzulo
  • Aurélio Teixeira
  • Lisete Barros
  • José Policena
  • Manoel Pêra
  • Oswaldo Louzada
  • Lídia Mattos
  • Alan Lima
  • Costinha
  • Alcebíades Ghiu

Direção: Carlos Hugo Christensen

Resultado de imagem para sossego filme

Sossego, o filme (2013)

Dirigido por: Said Nunes

Elenco:

  • Flávio Santos
  • Hortência Santos
  • Jhoseph Fabrício
  • Leopoldo Luccardi
  • Nelson Conceição
  • Pedro Estevã
  • Said Nunes

Sossego O Filme, é baseado em uma história real, que conta a historia de amor e ódio, vivida por Dunga (Abraão Vieira) um adolescente que está cansado de ser maltratado por sua mãe, Dunga decide fugir de casa em busca de uma vida melhor, mais seu sossego acaba quando ele já adulto, tem que fazer escolhas que podem mudar para sempre a sua vida. Os sonhos de um adolescente agora dão lugar a uma grande revolta! Esse é um filme que vai mexer com você.

Resultado de imagem para minha vida em suas mãos filme

Minha Vida Em Suas Mãos - 2001

Antônio é demitido do emprego e se torna vítima de um assalto, em que perde seu carro e todo o dinheiro do fundo de garantia, ganho após anos de trabalho. Desiludido, resolve assaltar. Em meio à fuga, ele se depara com Júlia, uma professora de psicologia. Ele a faz refém por três dias. Eles se apaixonam, mas não sabem o que fazer com esta relação complexa.

Elenco:

  • Maria Zilda Bethlem .... Júlia
  • Caco Ciocler .... Antônio
  • Cristina Aché .... Ana
  • Suely Franco .... Inês
  • Imara Reis .... Flor
  • Eduardo Galvão .... Roberto
  • Ney Latorraca .... analista
  • Ricardo Petraglia .... policial
  • Paulo César Grande .... Simon
  • Guilherme Leme .... Bosco
  • Maurício Branco .... Cleber
  • Cissa Guimarães .... Beth
  • Cláudia Mauro
  • Roberto Bonfim
  • Stepan Nercessian
  • Antônio Pedro
  • Roberto Talma

Dirigido por José Antônio Garcia

Resultado de imagem para a terceira margem do rio filme

A Terceira Margem do Rio - 1993

Um homem de meia-idade deixa sua família e amigos para viver isolado em uma canoa no meio de um rio, na região central do Brasil, e jamais volta a pisar em terra firme. Seu único contato com as pessoas acontece através de seu filho Liojorge, que lhe deixa comida na margem do rio. Os anos se passam e a filha Rosário casa com um rapaz da região e vai morar na cidade. O filho também casa, mas decide permanecer com a mãe e continuar levando diariamente a comida para o pai invisível. Quando nasce Nhinhinha, a filha de Liojorge, e que tem poderes mágicos, o rapaz resolve levá-la até a beira do rio para apresentá-la ao pai.

Elenco:

  • Ilya São Paulo .... Liojorge
  • Sonia Saurin .... Alva
  • Barbara Brant ....Nhinhinha
  • Chico Díaz
  • Ana Maria Nascimento e Silva
  • Vanja Orico
  • Maria Ribeiro
  • Jofre Soares
  • Afonso Brazza
  • Lavoiser Albernaz
  • Denise Alvarez
  • Zé do Badau
  • Efigênia do Carmo
  • Andrade Júnior
  • Néio Lúcio
  • Laura Lustosa
  • Mário Lute
  • Aliomar Macedo
  • Renato Matos
  • Gilson Moura
  • Waldir Onofre
  • Elcione Rabelo
  • Eduardo Rocha
  • Henrique Rovira
  • Joaquim Saraiva
  • Carla Ulhoa
  • Mariane Vicentini
  • Ana Cláudia Vieira

Dirigido por Nelson Pereira dos Santos

Resultado de imagem para barrela escola de crimes

Barrela: Escola de Crimes (1990)

Na cela, seis prisioneiros. Em cada um, suas angústias, seus passados. A relação entre eles. A disputa do poder, sexo, curra. Um garoto é preso e colocado na mesma cela, onde convive com a revolta, com a solidão, enfim, com um mundo totalmente desconhecido para ele. O que se passa antes, durante e depois de o garoto entrar no xadrez é a história desse filme inspirado em peça de Plínio Marcos, por sua vez baseada em fatos reais ocorridos numa cadeia de Santos, e que esteve proibida durante 20 anos.

Dirigido por: Marco Antônio Cury

Elenco:

  • Chico Díaz Bahia
  • Cláudio Mamberti Portuga
  • Cosme dos Santos Fumaça
  • Marcos Palmeira Tirica
  • Marcos Winter Garoto
  • Paulo César Peréio Bereco
  • Roberto Bomtempo Louco

 Resultado de imagem para verdes anos filme

Verdes Anos (1984)

Ambientado na época da ditadura militar (anos 70), Nando, um rapaz do interior se apaixona por uma moça da escola, Cândida. Em meio aos conflitos políticos e sociais da época, apresenta fatos comuns da vida de Nando e de seus colegas de escola, onde o protagonista passa a viver o início da sua fase adulta, assumindo a sua paixão.

Elenco principal:

  • Werner Schünemann .... Nando
  • Marcos Breda .... Teco
  • Luciene Adami .... Soninha
  • Márcia do Canto .... Cândida
  • Xala Felippi .... Marieta
  • Marta Biavaschi .... Rita
  • Marco Antônio Sorio .... Robertão
  • Sérgio Lulkin .... Pedro
  • Zé Tachenco .... Dudu
  • Biratã Vieira .... Leopoldo
  • Haydée Porto .... Bárbara

Direção de Carlos Gerbase e Giba Assis Brasil 

Resultado de imagem para a carne 1975

A Carne (1975)

Um drama baseado no romance do naturalista Júlio Ribeiro. Lenita, a personagem central, se vê órfã e solteira, em um período onde ser como ela é perigosa, pela tamanha dependência das mulheres ao sexo masculino. Cheia de si e já com 22 anos, não sabe entretanto lidar com os fatos da vida. Vai, então, morar com um velho fazendeiro que criou o seu pai e, ali, conhece o filho dele, Manuel, começando um ardente romance.

Dirigido por J. Marreco

Elenco:

  • Selma Egrei
  • Newton Prado
  • Geraldo Del Rey
  • Geraldo Decourt
  • Jonas Mello
  • Liza Vieira
  • Neuza Borges
  • Kleber Afonso
  • Benê Silva

 Resultado de imagem para vereda da salvação filme

Vereda da Salvação - 1965

O filme acompanha produtores rurais pobres no Nordeste brasileiro que entram em um grupo messiânico, liderado por Joaquim (Raul Cortez), que acredita ser a reencarnação de Jesus Cristo. Joaquim promete a seus seguidores que lhes mostrará o caminho para o paraíso, a "vereda da salvação" do título do filme.

Com poder sobre os camponeses, o personagem de Raul Cortez começa a perseguir aqueles que não lhe prestam obediência, em especial Artuliana (Esther Mellinger). Joaquim ordena que seus seguidores tirem o filho de Artuliana, que está grávida, acusando-a de estar possuída pelo demônio.

Elenco:

  • Raul Cortez — Joaquim
  • José Parisi
  • Lélia Abramo
  • Esther Mellinger — Artuliana
  • Maria Isabel de Lizandra
  • José Pereira
  • Áurea Campos

Dirigido por Anselmo Duarte

Resultado de imagem para por trás dos panos filme

Por Trás do Pano - 1999

Helena (Denise Fraga) é uma jovem atriz em ascensão que possui muito talento e insegurança e que é casada com Marcos (Pedro Cardoso), um artista plástico que brinca o tempo todo com os medos e o ciúme de sua esposa. Até que um dia ela recebe um convite que será também o maior desafio de sua carreira: encenar uma peça teatral com Sérgio (Luís Melo), um consagrado e talentoso ator que possui também gênio difícil e está em crise amorosa e profissional. Sérgio é casado com Laís (Marisa Orth), uma arquiteta bonita e ciumenta cuja vida conjugal se deteriora ainda mais devido à convivência do ator com Helena, em decorrência dos ensaios da nova peça em que estão trabalhando.

Direção: Luiz Villaça

Elenco

Denise Fraga  
Luís Melo  
Pedro Cardoso  
Marisa Orth  
Ester Góes  
Gianni Ratto  
Maria Assunção  
Nilton Bicudo  
Thânia Castello  
Ângela Dip  
Iara Jamra  
Lulu Pavarin  
Luiz Ramalho  
Henrique Stroeter  
Dalton Vigh

Resultado de imagem para diamante bruto filme

Diamante Bruto - 1977

Lençóis é uma pequena cidade na Chapada Diamantina, no estado da Bahia, devastada após a decadência do garimpo de diamantes. A miséria dos garimpeiros é o comando da vida no local. Após vinte anos de sua partida, volta à cidade o astro de TV José de Castro, e reencontra Bugrinha, seu amor de infância. Além da paixão vivida com Bugrinha, José mantém encontros amorosos com Rita, mulher do matador Tibúrcio, e acaba por se envolver com os problemas da desvalida população.

Dirigido por: Orlando Senna

Elenco:

  • Conceição Senna Rita
  • Gilda Ferreira Bugrinha
  • José Wilker José de Castro
  • Raimundo Nonato
  • Wilson Mello

Cordélia, Cordélia (1971)

Elenco:

  • Aparecida de Paula
  • Célia Helena Pregadora
  • Célia Padilha
  • Dora Cilento
  • Durval Tercius
  • Francisco Di Franco Leônidas
  • Heron Domingues
  • Ivone Dabrius
  • Joe Kantor Gordon
  • Júlia Lemmertz Cordélia criança
  • Lilian Lemmertz Cordélia
  • Lúcio Kodato
  • Miguel di Pietro Rico
  • Nadir Fernandes
  • Oscar Cabrera
  • Pedro Nanni
  • Pedro Paulo Hatheyer Marcos
  • Rodolfo Nanni
  • Selma Egrei
  • Wesley Duke Lee Otto

Dirigido por: Rodolfo Nanni

Uma mulher de 28 anos, ilhada entre quatro homens, é posta repentinamente ante uma sistemática de vida nunca desejada. As situações vão se desencadeando sob uma perplexidade passiva de Cordélia, que vê sua vida desfolhar, sem que ela mesma perceba a profundidade das situações que a absorvem com a dinâmica de uma vertigem. O marido Leônidas, personalidade sonhadora e dispersiva, é a principal alavanca dos acontecimentos que se precipitam. Ao mesmo tempo em que Cordélia transige em sua vida efêmera, Leônidas se lança numa espécie de aventura política, sem perceberem ambos que suas vidas estão num processo de autodestruição e apoiadas em bases extremamente frágeis.

Resultado de imagem para O CIRCO DAS QUALIDADES HUMANAS filme

O Circo das Qualidades Humanas - 1998

Num domingo de manhã chegam à cidade de Congonhas, em Minas Gerais, Ulysses, Maria Germana, o engenheiro Eduardo e a dupla Carioca e Preto. Cada um tem seus motivos para chegar à cidade, alguns pessoais e outros profissionais. Ulysses nasceu na cidade e, vivendo uma crise de identidade, decidiu retornar para se reencontrar. Maria Germana é uma modelo que veio fazer um trabalho fotográfico, se interessando por Ulysses após vê-lo em um bar. Eduardo é um engenheiro que também veio a trabalho e se apaixona por uma mulher misteriosa chamada Helena, que encontra nas ruas da cidade. Já Carioca e Preto vieram à procura de Chicão, com quem desejam prestar um ajuste de contas. Além deles há também Bosco, um jovem que acabou de retornar para casa e ainda se recupera da dependência de drogas, que precisa ainda lidar com problemas na família, como o assédio sexual de sua irmã e o desprezo de seu pai.

Dirigido por Milton Alencar, Paulo Augusto Gomes, Geraldo Veloso e Jorge Moreno

Elenco:

  • Daniel de Oliveira.... Bosco
  • Eduardo Lago.... José Ulysses de Almeida
  • Thaís Garayp.... D. Geralda
  • Francisco Milani.... Seu Antônio
  • Stênio Garcia.... Chicão
  • Henrique Pires.... Carioca
  • Romeu Evaristo.... Preto
  • Jonas Bloch.... Eduardo da Cunha Junior
  • Elvécio Guimarães.... Jofre
  • Rogério Cardoso.... Seu Nilo
  • Cléo Carmona .... Maria Germana
  • Selma Mello .... Joyce
  • Márcia Barros .... Jussara
  • Paula Burlamaqui.... Helena
  • Maria Olívia .... Tia Prisciliana
  • Regina Bahia .... Aurentina
  • Geraldo Carrato .... Marcos
  • Carl Schumacher.... Silviano
  • Luiz Arthur .... Fábio
  • Michele Castro .... Marilene
  • Cristina Rizzo .... Janaína
  • Eduardo Peixoto .... Noca
  • Jeane Terra .... Marlene
  • Eduardo Villa .... Dudu
  • Cássia Kiss 

Resultado de imagem para as horas vulgares

As Horas Vulgares (2011)

No início da década de 2000, Lauro (João Gabriel Vasconcellos) é um pintor, casado com Erika (Julia Lund), que está em meio a uma crise existencial e acabou de sair de um período turbulento, acreditando ter encontrado uma solução. Numa noite, ele reencontra Théo (Rômulo Braga), seu melhor amigo, que a muito não o via, em Vitória, capital do Espírito. Eles começam a descobrir mais sobre a cidade, pois não tem nada planejado para fazer na segunda-feira e passam a se lembrar de noites passadas, como quando Clara (Thais Simonassi) foi embora da cidade. Na companhia de velhos conhecidos, como Júlia (Sara Antunes), Fra (Higor Campagnaro), Gil (Murilo Abreu) e Negro (Raphael Sil), ou recém-apresentados, como Ana (Tayana Dantas), que encontram pela cidade, bebidas e jazz, os amigos confrontam a realidade e o desencanto. Após suas conversas, Lauro decide que esse será seu último dia de vida.

Elenco:

  • João Gabriel Vasconcellos — Lauro
  • Rômulo Braga — Théo
  • Tayana Dantas — Ana
  • Higor Campagnaro — Fra
  • Thaís Simonassi — Clara
  • Erik Martincues
  • Sara Antunes — Júlia
  • Julia Lund — Erika
  • Raphael Sil — Negro
  • Abner Nunes — Eric
  • Murilo Abreu — Gil

Dirigido por Rodrigo de Oliveira e Vitor Graize

 Resultado de imagem para jubiabá filme

Jubiabá - 1986

Na Bahia, Antônio Balduíno (Grande Otelo) vive com sua tia. Quando ela adoece e fica louca, o garoto passa a viver com um comendador muito endinheirado. O jovem se apaixona por Lindinalva (Françoise Goussard), a filha do comendador. Porém, a preconceituosa empregada portuguesa da casa, Amélie (Catherine Rouvel), descobre o amor de Balduíno pela menina e conta ao patrão. O comendador espanca o jovem e o expulsa de casa. Balduíno passa a viver da malandragem em Salvador, mas continua apaixonado por Lindinalva.

Dirigido por Nélson Pereira dos Santos

Elenco:

Charles Baiano
Ruth de Souza
Betty Faria
Tatiana Issa
Alexandra Marzo
Zezé Motta
Grande Otelo
Eliana Pittman
Antônio José Santana
Jofre Soares 

Resultado de imagem para amada amante filme

AMADA AMANTE (1978)

Diretor: Cláudio Cunha

Elenco:

  • Neuza Amaral ... Tide
  • Malu Brandão
  • Sandra Bréa ... Fátima
  • Simone Carvalho ... Míriam
  • Sandra Castro
  • Cláudio Cunha
  • Rogério Fróes ... Augusto
  • Luiz Gustavo ... Tuca
  • Carlos Imperial
  • Ana Maria Kreisler ... Aparecida
  • Maurício Lessa
  • Miriam Nascimento
  • Petty Pesce
  • Fernando Reski

Após uma vida inteira passada no interior de São Paulo, Augusto muda-se, juntamente com sua família conservadora, para a cidade do Rio de Janeiro, por causa do trabalho. Entretanto, ele acaba envolvendo-se com sua secretária, Aparecida, mantendo o caso em segredo. Enquanto isso, seus três filhos também fazem novas relações. Fátima, a filha mais velha, conhece Tuca, um playboy local. A carioca Miriam apaixona-se por Zequinha, o único filho de Augusto. A filha mais nova, Marita, por sua vez, é seduzida por Cláudia. Quando sua filha Fátima descobre tudo, a família desintegra-se.

 

Resultado de imagem para anjos da noite 1987

ANJOS DA NOITE (1987)

Diversos personagens cruzam-se na noite paulistana à procura de amor e aventura. Ensaio cinematográfico sobre a solidão do homem urbano, o filme vai desvendando ao espectador as relações entre os personagens que são elementos da fauna que vive na noite paulistana.

Elenco:

  • Chiquinho Brandão.... Mauro
  • Aldo Bueno.... Bimbo
  • Tuna Dwek.... Carioca
  • Antônio Fagundes.... Jorge
  • Aída Leiner.... Milene
  • Guilherme Leme.... Teddy
  • Cláudio Mamberti.... Fofo
  • Sérgio Mamberti....
  • Zezé Motta.... Malu
  • Marco Nanini.... Guto
  • Marília Pêra.... Marta Brum
  • Ana Ramalho.... Maria Clara
  • Be Valério.... Cissa
  • Marcelo Mansfield.... Paulo

Dirigido por Wilson Barros 

Resultado de imagem para A Suprema Felicidade filme

A SUPREMA FELICIDADE (2010)

Rio de Janeiro, 1945. O garoto Paulo, de 8 anos, assiste ao lado dos pais, Marco (Dan Stulbach) e Sofia (Mariana Lima), os festejos pelo fim da 2ª Guerra Mundial. Seu melhor amigo é Cabeção, com quem compartilha a rua e o colégio jesuíta em que estuda. Já na juventude, Paulo precisa lidar com a frustração do pai por não ter conseguido realizar o sonho de pilotar um jato. Ele se aproxima de Noel (Marco Nanini), seu avô, um funcionário público boêmio que o inicia na vida noturna carioca. Logo se apaixona por Deise, uma jovem misteriosa que possui um ar existencialista. O caso entre eles não dá certo e Paulo passa a frequentar, com cada vez mais assiduidade, a área de prostituição local. Um dia, no cabaré Eldorado, Paulo reencontra o pai, triste e solitário. Eles passam a dividir a admiração pela jovem Marilyn, de apenas 16 anos, obrigada pela mãe a tirar a roupa para os clientes. É quando a reaproximação de Paulo com o pai e uma repentina história de amor provocam uma grande reviravolta na vida de ambos. 

Resultado de imagem para deserto feliz filme

Deserto Feliz - 2007

O título do premiado "Deserto Feliz", registra uma dupla ironia. A história do filme não tem nada de feliz e o deserto é mais metafórico do que real - está no interior dos personagens. Dirigido por Paulo Caldas (co-diretor de "Baile Perfumado", de 1997, ao lado de Lírio Ferreira), o longa é uma co-produção entre Brasil e Alemanha e estreou no Festival de Berlim de 2007.

Desde então, acumulou prêmios, entre eles, diretor, direção de arte, fotografia, música e o da crítica no Festival de Gramado do ano passado. Já no Festival de Guadalajara, recebeu o prêmio de direção.

Além da estreante Nash Laila (premiada no Festival de Cinema Brasileiro de Paris e no Festival de Cine Luso-Brasileiro), o elenco inclui João Miguel ("Estômago"), Hermila Guedes ("O céu de Suely") e Zezé Motta ("Xica da Silva").

Os filmes de Caldas - que também assina "O rap do Pequeno Príncipe contra as almas sebosas" (2000), co-dirigido por Marcelo Luna - sempre romperam com uma linha tênue entre a ficção e o documental. "Deserto Feliz" não é diferente. O ponto de partida da história veio de uma notícia de jornal que contava sobre um homem preso depois de caçar um tatu - bicho protegido pela legislação ambiental - para alimentar a família.

Mais tarde, no sertão nordestino, enquanto pesquisava para o roteiro, Caldas percebeu que a questão do turismo sexual era algo ainda mais forte naquela região e essa se tornou a espinha dorsal de "Deserto Feliz".

Jéssica (Nash Laila) tem 14 anos e seu padrasto ganha a vida com o tráfico de animais. Mais tarde, quando ele a violenta, a garota acaba fugindo para Recife, onde se torna prostituta. O que a levará a conhecer o alemão Mark (Peter Ketnath, de "Cinema, Aspirinas e Urubus"), que a leva para a Alemanha.

Na Europa, mesmo longe de seus problemas originais, Jéssica enfrenta um forte choque sociocultural. A garota está sempre melancólica numa Alemanha cinzenta - longe do colorido e do calor do nordeste brasileiro. Ela não consegue encontrar seu lugar neste mundo novo que, de algum modo, também lhe é hostil.

"Deserto Feliz" poderia ser um conto de fadas - menina sofredora conhece príncipe que a leva para a Alemanha. Mas o diretor Paulo Caldas opta pelo realismo, levantando uma série de questões pertinentes ao Brasil contemporâneo. 

 CALIFÓRNIA (2016)  / ULOZTO

Direção: Marina Person

Ser adolescente é viver uma descoberta a cada dia. Descobre-se o amor, a paixão, seus gostos musicais, as amizades, os ídolos, a vida. É sobre descoberta, não somente nessa fase da vida, que se trata Califórnia, estreia de Marina Person no cinema de ficção (ela havia feito o documentário Person, que conta a vida de seu pai em 2007). A ex-VJ da MTV traz um retrato emocionante e delicado dos anos 80, da AIDS e das incertezas da juventude nesse filme que tem como grande trunfo uma trilha sonora eletrizante e nostálgica.

A história gira em torno de Estela (a ótima Clara Gallo) e seu sonho de conhecer a Califórnia, nos Estados Unidos. É que seu tio Carlos (Caio Blat) vive na cidade ensolarada e de lá traz todo o tipo de referências musicais e culturais para a vida da sobrinha que vê nele um ídolo. A vida da adolescente se resume as paqueras com um dos meninos mais populares da escola, a companhia das amigas inseparáveis e a descoberta de sua sexualidade. A menina troca a tradicional festa de 15 anos por uma viagem para conhecer o tio e viver uma grande aventura, que acaba frustrada quando ele retorna dos Estados Unidos de forma repentina, muito magro e debilitado, portador de uma doença que pouco se sabia na época.

Marina imprime em tela um pouca da sua história de vida. O amor pelo rock, e principalmente pelo The Cure (que tem papel importante na trama) fez parte da vida da recente cineasta. Tanto que ela pediu diretamente para o vocalista Robert Smith a liberação para usar a música “Killing na Arab” no longa. O problema é que Smith não autoriza o uso da canção há anos, principalmente depois que grupos usaram a música com propósitos xenofóbicos. A canção foi inspirada no livro O Estrangeiro de Albert Camus, onde um franco-argelino chamado Mersault mata um árabe e não sente nenhum remorso pelo ato.

O livro, que também aparece no filme, é dado para Estela por um colega novo na classe, o gótico JM (Caio Horowicz) que começa como o freak da turma e aos poucos vai ganhando a confiança e a amizade da garota.

A abertura de Califórnia mostra a ousadia dessa novata no cinema nacional com um plano-sequência de deixar muito diretor veterano com inveja. Ela ainda recria muito bem os anos 80 retratados na trama, mesmo com um orçamento muito apertado. Ela disse em entrevistas que a música foi uma das formas encontradas de deixar essa ambientação mais fiel, já que a grana era curta para figurinos mais elaborados e locações da época oitentista.

O que se vê na tela é um filme cheio de sensibilidade, o nascimento de uma promissora cineasta, que assim como a sua protagonista está buscando se encontrar no meio de tantas descobertas de vida. A doença do tio, o primeiro fora, a perda da virgindade, os questionamentos sobre o futuro: tudo isso é tratado de forma adulta por Marina, mesmo que estejamos falando do futuro de uma adolescente de apenas 17 anos. É tudo levado à sério, com a importância que isso tem na nossa vida com essa idade. Afinal, como o personagem de Caio Blat diz em determinado momento do filme: “Nossos problemas parecem maiores pois são nossos.”

A única crítica que tenho não é ao filme, pelo contrário, a ele só faço elogios. Ótima trilha sonora, fotografia competente, direção acertada e uma grata surpresa de ver nascer uma cineasta cheia de talento (de família, diga-se de passagem). Minha crítica é a nós, espectadores. Vi o filme em um sábado à tarde em um grande cinema de Porto Alegre. Além de mim e da minha companhia havia apenas mais quatro pessoas na sala. Sim, QUATRO! É chocante como os brasileiros não prestigiam o nosso cinema. Sei que você pode pensar que o brasileiro não vai ao cinema ver seus filmes, pois o nosso cinema é ruim. MENTIRA! Cada vez mais o Brasil vem trazendo grandes títulos, melhores do que muito filme americano por aí. Pode ser aquele velho complexo de vira-lata que volta e meia toma conta de nós. Mas quem perde é o cinema e você, espectador, que deixa de assistir a esse lindo e tocante retrato da juventude, um filme sensível e honesto, maduro, que merece ser visto e revisto. E viva o cinema nacional. Obrigada Marina!

por GISELE SANTOS - http://www.planocritico.com/ 

 Resultado de imagem para filme circular

Circular - 2011

Cinco jovens diretores, cinco núcleos dramáticos numa tensa história que tem seu clímax dentro de um ônibus em Curitiba - esta é a síntese do drama "Circular", com um elenco liderado pelo uruguaio Cesar Troncoso ("O banheiro do Papa") e a brasileira Letícia Sabatella.
Desde 2007, os cineastas paranaenses Adriano Esturrilho, Aly Muritiba, Bruno de Oliveira, Diego Florentino e Fábio Allen sonham realizar este filme, cujo argumento foi desenvolvido coletivamente e só foi realizado depois da aprovação num edital de baixo orçamento do Ministério da Cultura.
Carlos (Cesar Troncoso) vive o drama mais pungente e que, afinal, deflagra a situação que coloca em risco todos os principais personagens. Seu filho foi sequestrado e ele está na capital paranaense para negociar sua libertação. Por trás de tudo, há uma trama criminosa e um perigoso acerto de contas.
Cristina (Letícia Sabatella) é uma professora de arte e artista plástica envolvida num projeto ligado a remédios de tarja preta - que ela usa na confecção de uma obra de denúncia contra a indústria farmacêutica, mas também acaba consumindo alguns deles.
O pastor Samuel (Marcel Szymanski) cuida sozinho da filha pequena, depois do abandono da mulher. Morando numa região periférica da cidade, ele convive diariamente com a marginalidade e o crime, que tenta combater com a fé, sem conseguir livrar-se da própria revolta.
O cobrador Lourival (Santos Chagas) enfrenta um cotidiano triste, fugindo ao contato com a própria família e o filho paraplégico, entrando em lutas de boxe amador combinadas, em que ele ganha alguns trocados para perder todas elas.
Quatro membros de uma banda punk (Bruno Ranzani, Luiz Bertazzo, Débora Vecchi e Gustavo Pinheiro) lidam com sentimentos contraditórios em relação a seguir em frente com a carreira musical depois que um de seus membros sofre um acidente e fica em coma.
Neste que é um trabalho de estreia, nota-se alguma irregularidade para conciliar os elementos das várias histórias, o que provoca algumas quedas de ritmo ao longo da narrativa. Alguns segmentos têm uma duração um tanto esticada - caso da banda punk -, outros não justificam a pertinência de todos os seus detalhes para a sustentação do tema central.
Em todo caso, o drama tem consistência e energia e caminha para um clímax envolvente - que se passa dentro do ônibus, onde embarcaram Lourival, Samuel, Cristina, a banda e Carlos tem o confronto direto com o sequestrador do filho, que reluta em entregar-lhe o menino. 

 

"Amores urbanos", de Vera Egito (2016) /     MEGA

O cineasta canadense Xavier Dolan realizou em 2010 o mega cult "Amores imaginários", onde, através da relação de 3 jovens na faixa dos 20 anos, ele discute amor, sexualidade e amizade. É difícil de imaginar que o paulista "Amores urbanos" não tenha uma certa influência desse filme. A diferença agora é que os personagens cresceram, estão na faixa dos 30 anos e perceberam que o tempo passou, a vida está passando e eles não produziram quase nada de concreto. O amor e o sexo continua para lá de livre, leve e solto. Porém, agora, pensam o trabalho, o futuro e a pressão familiar para que o filho construa algo promissor. Ou seja, os sonhos morreram e nem deram tchau para ninguém. 3 amigos extremamente carentes e que moram na metrópole paulistana: a cidade grande, como todos sabemos, é o cenário ideal para as neuroses e psicoses aflorarem. Diego (Thiago Petit), gay assumido e Dj Julia (Maria Laura Nogueira), que sonha em ser estilista e vive bancada pelos pais; e Mica (Renata Gaspar), lésbica em crise porquê sua namorada não assume a relação abertamente. Morando no mesmo prédio, os 3 sofrem, riem, choram, se desesperam, vão à balada e principalmente, se apoiam quando estão na merda. O filme, de baixo orçamento, tem um olhar extremamente carinhoso sobre os 3 amigos. A cineasta e roteirista Vera Egito provavelmente se inspirou em amigos na faixa etária e fez esse pout pourri de situações e emoções embaladas por uma trilha sonora da melhor qualidade. É um filme com boas dosagens de drama e humor, beirando o melodrama e com um ritmo bem lento. Para quem vive em cidade grande, provavelmente irá se identificar com essa solidão que abate corações e mentes. 

Resultado de imagem para promiscuidade filme

Promiscuidade, os Pivetes de Kátia (1984)

Cansada da morosidade do marido, uma mulher decide buscar novas aventuras ao lado de garotos. Enquanto ela se diverte com seus "pivetes", sua família dá vazão a toda sorte de práticas libidinosas. 

O Trote dos Sádicos (1974)

Dirigido por Aldir Mendes de Souza

Elenco:

  • André Luiz .... Ricardo
  • Vera Maria .... Patrícia
  • Carlos Coelho .... Mário Márcio
  • Nydia de Paula .... Lúcia
  • Ciro Corrêa .... Bernardo
  • Ricardo Blat .... Valente
  • Betinho .... Bedel
  • Jofre Soares .... Delegado
  • Sérgio Hingst .... pai de Patrícia
  • Xandó Batista .... Gerente
  • Cavagnoli Neto .... pai de Ricardo
  • Irene Kramer .... mãe de Ricardo
  • Silvana Lopes .... Sra. Muller
  • Durval de Souza .... Maître

A trama de humor negro aborda a violência do trote nas universidades. Ricardo e Patrícia são um jovem casal que ingressam na universidade e sofrem trotes violentos de um grupo de veteranos. O romance dos jovens acaba esfriando, por causa das desigualdades de classe social dos dois e pela atitude de passividade de Ricardo em relação aos trotes. Mário Márcio, o veterano líder, não satisfeito em humilhar o humilde calouro, ainda faz investidas para conquistar a bela e rica Patrícia.

Resultado de imagem para os devassos filme

Os Devassos - 1972

Dirigido por Carlos Alberto de Souza Barros

Elenco:

  • Jardel Filho
  • Darlene Glória
  • Francisco Di Franco
  • Jorge Dória
  • Milton Moraes
  • Ana Maria Magalhães
  • Fábio Sabag
  • Ana Maria Miranda
  • Wilson Grey
  • Mário Petraglia
  • Carlos Alberto de Souza Barros
  • Hélio Fernando
  • Armando Riggo
  • Sérgio Malta
  • Sindoval Aguiar
  • Raquel Di Biasi

Um professor universitário em conflito com um mundo agressivo e com o desespero de uma mulher que se envolve com ele.

A ÚLTIMA BATALHA / MEGA Senha: lendiniz-therebels

A Última Batalha, mostra o planeta em guerra, e o conflito é travado despercebidamente. Lucas (Ivy Goulart) é jovem e, simplesmente, tem vivido a vida. Os dias vêm e vão e ele nem se dá conta de que seu destino eterno está em jogo. Não percebe que todas as coisas desta vida terão fim. Envolvido em sua rotina, Lucas adia a decisão que precisa tomar. Um último chamado é feito, uma última chance é oferecida. Lucas teve que decidir. Você também terá que fazer a sua escolha. Nessa guerra não há território neutro e a última batalha já começou.

Resultado de imagem para o pagador de promessas filme

O PAGADOR DE PROMESSAS (1962) / MINHATECA

Dirigido por Anselmo Duarte

Elenco:

  • Leonardo Villar .... Zé do Burro
  • Glória Menezes .... Rosa
  • Dionísio Azevedo .... padre Olavo
  • Geraldo Del Rey .... Bonitão
  • Roberto Ferreira .... Dedé
  • Norma Bengell .... Marli
  • Othon Bastos.... repórter
  • Antônio Pitanga .... mestre Coca
  • Gilberto Marques .... Galego
  • Milton Gaúcho
  • Carlos Torres
  • Enoch Torres
  • João Desordi .... detetive
  • Velvedo Diniz
  • Maria Conceição .... tia
  • Irenio Simões
  • Walter da Silveira
  • Jurema Penna
  • Napoleão L. Filho
  • Alair Liguori
  • Cecilia Rabelo
  • Canjiquinha e seus Capoeiristas
  • Américo Coimbra

Década de 60. Zé do Burro é um homem humilde que enfrenta a intransigência da Igreja ao tentar cumprir a promessa feita em um terreiro de candomblé de carregar uma pesada cruz de madeira por um longo percurso.

Zé do Burro é o dono de um pequeno pedaço de terra no interior da Bahia. Seu melhor amigo é um burro chamado Nicolau. Quando este adoece e não se consegue fazer nada para que o animal melhore, ele faz uma promessa a uma mãe de santo do candomblé: se seu burro se recuperar, promete dividir sua terra igualmente entre os mais pobres e carregará uma cruz desde sua terra até a Igreja de Santa Bárbara em Salvador, onde a oferecerá ao padre local. Assim que seu burro se recupera, Zé dá início à sua jornada.

O filme se inicia com Zé, seguido fielmente pela esposa Rosa, chegando à catedral de madrugada. O padre local, que representa a autoridade da religião oficial, recusa a cruz de Zé após ouvir dele a razão pela qual a carregou e as circunstâncias "pagãs" em que a promessa foi feita, impossibilitando o cumprimento da mesma. Todos em Salvador tentam se aproveitar do inocente e ingênuo Zé. Os praticantes de candomblé querem usá-lo como líder contra a discriminação que sofrem da Igreja Católica, os jornais sensacionalistas transformam sua promessa de dar a terra aos pobres em grito pela reforma agrária. Zé insiste em entrar na Igreja e recebe apoio da população pobre, que acredita que ele tem o direito de pagar sua promessa, criando, assim, uma situação de conflito com o padre. A polícia é chamada para prevenir a entrada de Zé na Igreja, e ele acaba morto em um confronto violento entre policiais e manifestantes a seu favor. Na última cena do filme, os manifestantes colocam o corpo morto de Zé em cima da cruz e entram à força na catedral.

A Casa de Alice (2007) / Minhateca

Dirigido por Chico Teixeira

Elenco:

  • Carla Ribas - Alice
  • Zecarlos Machado - Lindomar
  • Luciano Quirino - Nilson
  • Vinicius Zinn - Lucas
  • Claudio Jaborandy - Ivanildo
  • Berta Zemel - Dona Jacira
  • Ricardo Vilaça - Edinho
  • Felipe Massuia - Junior
  • Mariana Leighton - Thais
  • Renata Zhaneta - Carmem
  • Elias Andreato - Seu Gabriel

Alice (Carla Ribas) é uma manicure que tem em torno de 40 anos e está com a vida estagnada. Ela mora na periferia da cidade de São Paulo com seu marido e seus três filhos. Ao lado da família, tenta levar a vida do melhor jeito possível ao enfrentar os problemas do dia-a-dia. Alice sabe que o marido encontra outras mulheres, mas releva porque também sai com outros homens.

 

Em Três Atos (2015) / MINHATECA

Um filme de Lucia Murat com Nathália Timberg, Andréa Beltrão, Angel Vianna, Maria Alice Poppe

Ficção, documentário e literatura se mesclam neste filme. Andréa Beltrão e Nathália Timberg narram textos de Simone de Beauvoir enquanto Maria Alice Poppe e Angel Vianna dão vida a duas bailarinas, uma no auge da carreira e outra aos 85 anos, que ensaiam passos de dança contemporânea sob uma atmosfera que narra os processos de vida e morte e o encarar da velhice.

O Fim e os Meios (2015) / MINHATECA

Diretor: Murilo Salles

Paulo (Pedro Brício), um publicitário carioca, se muda para Brasília para ser o gestor da imagem pública de um senador que quer a reeleição. Paulo vai acompanhado de sua mulher, Cris (Cintia Rosa), uma jornalista com quem tem uma filha pequena. Mas o relacionamento deles não é movido pelo amor, só estão juntos pela menina, fruto de uma gravidez indesejada. Quando a campanha política está ameaçada por uma jovem rival do partido de esquerda, que, cada vez mais, ganha popularidade, Paulo é pressionado a tomar atitudes indesejadas, que afetam não apenas sua carreira mas também sua vida pessoal.

Exilados do Vulcão - HDRip Nacional

Exilados Do Vulcão (2016) / Minhateca

Uma mulher sofre com a perda do homem amado. Um incêndio em sua casa destrói diversos objetos, mas fotos e um diário escrito por ele são resgatados. Com esses elementos em mão, ela decide percorrer o mesmo caminho feito por ele, conhecendo as mesmas pessoas e vivendo as experiências indicadas nas fotos e nas frases do diário.

As Filhas do Vento (2004) / MINHATECA

Direção: Joel Zito Araújo

Elenco: Beatriz Almeida, Cida Moreno, Danielle Ornellas, Jonas Bloch, Léa Garcia, Maria Ceiça, Milton Gonçalves, Mônica Freitas, Rocco Pitanga, Ruth de Souza, Taís Araújo, Thalma de Freitas, Vitória Viana, Zózimo Bulbul

Cida (Ruth de Souza) e a irmã Ju (Léa Garcia) estão separadas por quase 45 anos. O tempo não conseguiu dissipar o rancor provocado por um incidente amoroso e familiar que marcou a juventude e a vida das duas. Com a morte do pai, Zé das Bicicletas (Milton Gonçalves), que havia expulsado Cida de casa, as duas voltam a se encontrar. Cida tornou-se uma mulher solitária. Fez carreira de atriz, atuando em cinema e telenovela, mas, apesar do talento, não teve o reconhecimento merecido. Maria D'Ajuda nunca saiu do interior, cuidou do pai até a morte. Parece ter nascido para amar e cuidar dos outros, mas nunca conseguiu desenvolver nenhuma identidade profissional - o inverso da irmã atriz. Casou-se uma vez e depois teve vários filhos de companheiros diferentes. Sua família é uma típica família brasileira do interior, cheia de filhos, sobrinhos, netos e agregados. No entanto, uma de suas filhas, Dorinha (Danielle Ornellas), a que mais admira pela persistência profissional e talento artístico, é a única que despreza seu amor de mãe. 

Imagem

Memórias do Medo (1979)

MEGA  Parte01 / Parte02 / Parte03 / SENHA PARA DESCOMPACTAR: cinecult

Tendo Brasília como cenário, o filme tenta recriar o ambiente político do Brasil quando os civis puderam fundar novos partidos políticos, após 10 anos de rígidas regras militares. Em meio a uma crise de âmbito nacional, um grupo de políticos funda um partido de oposição ao regime militar, desencadeando violenta denúncia contra multinacionais que atuam no país. Exploradora da jazida da Gangorra, a United Mining, multinacional americana que está sendo acusada de diversas irregularidades, vê na luta interna que divide o partido de oposição sua única chance de silenciar a campanha nacionalista que a denuncia. Desenvolve-se, assim, um jogo que termina por conduzir os personagens a uma trágica trama de corrupção e medo.

ELENCO
Carlos Eduardo Novaes
Carlos Gregório
Cláudio Marzo
Helber Rangel
Luiz Linhares
Renato Coutinho
Rogério Fróes
Walmor Chagas
Xuxa Lopes

Direção: Alberto Graça 

 

TATUAGEM (2013) / MEGA / 1Fichier

Diretor: Hilton Lacerda

Elenco:

Irandhir Santos como Clécio
Jesuíta Barbosa como Fininha
Rodrigo García como Paulete
Sílvio Restiffe como Professor Joubert
Sylvia Prado como Deusa
Ariclenes Barroso como Soldado Gusmão

No Brasil do ano de 1978 um grupo de artistas provoca a moral e os bons costumes pregado pela ditadura militar, ainda atuante mas demonstrando sinais de esgotamento. Num teatro/cabaré localizado entre duas cidades do Nordeste do Brasil aconteciam os espetáculos da trupe, conhecida como Chão de Estrelas. Dirigida e liderada por Clécio Wanderley (Irandhir Santos), além de outros artistas e intelectuais e seu diversificado público, a trupe apresenta os seus espetáculos de resistência politica com muito deboche, anarquia e subversão.

É neste cenário que Clécio conhece Fininha, o soldado Arlindo Araújo (Jesuita Barbosa). Um garoto de 18 anos que muda a vida de Clécio. É neste encontro de mundos, o militar com a ditadura, rigidez e atrocidades, e o mundo do cabaré e da arte do Chão de Estrelas, com sua subversão, alegria e homossexualidade, é no choque entre o encontro de Clécio e Fininha que cria uma marca que nos lança no futuro, como uma tatuagem.

 

 Imagem

Alma Corsária (1993) / ULOZTO  Senha: cinebra

A história da amizade entre dois poetas, Torres e Xavier, contada em flashbacks, a partir do final da década de 1950, mostrando o início da amizade dos dois, suas musas inspiradoras, os tempos de engajamento político, culminado com o lançamento em uma pastelaria do livro de poesias Sentimento Ocidental, escrito por eles, contando com a participação do editor e sua acompanhante, de um suicida potencial, salvo da morte por Torres, gigolôs, prostitutas, desocupados e parentes dos autores.

Diretor: Carlos Reichenbach

ELENCO

Bertrand Duarte, Andrea Richa, Mariana de Moraes, Jaqueline Oliveira, Flôr e Carolina Ferraz
Jandir Ferrari
Jorge Fernando
Emílio di Biasi
Roberto Miranda
Abrahão Farc 

 Geová Manoel dos Santos, Ventos de Agosto (Gabriel Mascaro, 2014)Geová Manoel dos Santos, Ventos de Agosto (Gabriel Mascaro, 2014)

VENTOS DE AGOSTO / MEGA

Direção: Gabriel Mascaro

Um pesquisador de som de ventos alísios desembarca em uma pacata vila de pescadores e abala a rotina de Shirley (Dandara de Morais), que trabalha em uma fazenda, e Jeison (Geová Manoel dos Santos), praticante da pesca submarina. A maré está alta, os ventos fortes e a vila nunca mais será a mesma.  

Imagem

A Navalha na Carne (1969) / MEGA  Senha: cinebra / Minhateca

O cafetão Vado entra de madrugada no quarto da prostituta Neusa Suely em busca de dinheiro. Para livrar-se das acusações e dos maus tratos de Vado, ela alega que um viciado em drogas, o homossexual Veludo, seu vizinho, a furtara. Os três passam a viver uma pequena tragédia ambientada no submundo.

Direção: Braz Chediak

ELENCO

Glauce Rocha
Jece Valadão
Emiliano Queiroz
Carlos Kroeber

 

CASA DE AREIA (2005)

Dirigido por Andrucha Waddington

Elenco:

  • Fernanda Montenegro.... D. Maria / Áurea, de 1942 a 1969 / Maria, em 1969
  • Fernanda Torres.... Áurea, de 1910 a 1919 / Maria, em 1942
  • Ruy Guerra....Vasco de Sá
  • Seu Jorge.... Massu, de 1910 a 1919
  • Luiz Melodia.... Massu, em 1942
  • Enrique Diaz.... Luiz, em 1919
  • Stênio Garcia.... Luiz, em 1942
  • Emiliano Queiroz.... Chico do Sal
  • João Acaiabe.... pai de Massu
  • Camilla Facundes .... Maria, em 1919
  • Haroldo Costa.... capataz
  • Jorge Mautner.... cientista
  • Nélson Jacobina .... cientista

Em 1910, o português Vasco leva sua esposa grávida Áurea e a mãe dela, Dona Maria, em busca de um sonho: viver em terras prósperas, recentemente compradas por ele. O sonho se transforma em pesadelo quando, após uma longa e cansativa viagem junto a uma caravana, o trio descobre que as terras estão em um lugar totalmente inóspito, rodeado de areia por todos os lados, e sem nenhum indício de civilização por perto. Áurea quer retornar ao lugar de onde vieram, mas Vasco insiste em ficar e constrói uma casa de madeira para que lá possam viver.

Após serem abandonados pelos demais integrantes da caravana, um acidente mata Vasco e deixa Áurea e Dona Maria completamente sozinhas. Elas partem em busca de ajuda e terminam por encontrar Massu, um homem que nunca deixou o local. Massu passa a ajudá-las, levando comida e sal para que Áurea e Dona Maria possam sobreviver na casa recém-construída.

Apesar da estabilidade, Áurea deseja deixar o local de qualquer maneira mas decide apenas fazer isto quando sua filha nascer e puder deixar o local com ela. Enquanto isso Áurea e Dona Maria precisam lidar também com a instabilidade do local em que vivem, já que a areia pode soterrar a casa em que vivem a qualquer momento.

Aleluia, Gretchen (1976)

Direção: Sylvio Back

 

Elenco:

Kate Hansen, Selma Egrei, Sérgio Hingst, Miriam Pires, Carlos Vereza, José Maria Santos, Lilian Lemmertz, Elizabeth Destefanis, Lourival Gipiella, Narciso Assumpção, Lauro Hanke, Lala Schneider, Maurício Távora, Sale Wolokita, Edson D’Ávila, Abílio Mota, Rafael Pacheco, Joel de Oliveira, Lúcio Weber, Irineu Adami.

Conta a saga de uma família que foge da Alemanha nazista por perseguição ao pai, o professor Ross, que é defensor da liberdade de opinião. Desembarcam no Sul do Brasil por volta de 1937 onde vive uma colônia alemã e adquirem um hotel com o dinheiro de Lotte, a mãe, que continua admiradora dos nazistas e permite que o filho volte para lutar do lado deles quando começa a Segunda Guerra Mundial. A filha mais velha, Heike, chegara grávida e abandonada pelo marido, um oficial da SS, e sofre de desequilíbrios mentais e traumas. Os novos proprietários são recepcionados por criados igualmente imigrantes (o filho Werner é líder da "juventude nazista" formada pela colônia alemã da região [1]) e adotam Repo, um ajudante negro sem família. Um dos hóspedes é Aurélio, um integralista e antigetulista que de imediato simpatiza com a família recém-chegada. Com a derrota dos nazistas na guerra, a família, os empregados alemães e Aurélio passam a sofrerem hostilidades e desconfianças da população e do governo local. Em 1955, chegam ao hotel refugiados alemães vindo da Argentina. Eurico, um caixeiro viajante provavelmente judeu que casara com outra filha de Lotte, Gudrun, acha que eles trouxeram ouro e tenta se aproveitar da situação.

 

 

Os Cafajestes (1962) / Minhateca

Um jovem rico, muito mimado, ao ver seu pai indo à falência, organiza um plano para reverter a situação. Ele consegue um cúmplice para armar um flagrante do tio rico com uma mulher. O objetivo era tirar fotos e tentar ganhar dinheiro através de uma chantagem.

Elenco

Jece Valadão.... Jandir

Norma Bengell.... Leda

Daniel Filho.... Vavá

Hugo Carvana

Lucy de Carvalho.... Vilma

Glauce Rocha

Germana Delamare

Fátima Sommer

Aline Silvia

Mariana Ferraz

Dirigido por Ruy Guerra

Limite (1931) / Minhateca Parte01 / Parte02

Direção: Mário Peixoto

Elenco:

Olga Breno ... Mulher #1

Tatiana Rey ... Mulher #2

Raul Schnoor ... Homem #1

Brutus Pedreira ... Homem #2 (as D.G. Pedrera)

Carmen Santos ... Mulher comendo fruta

Mário Peixoto ... Homem sentado no cemitério

Edgar Brasil ... Homem dormindo

Iolanda Bernardes ... Mulher na máquina de costura

Em um pequeno barco à deriva, duas mulheres e um homem relembram seu passado recente. Uma das mulheres escapou da prisão; a outra estava desesperada; e o homem tinha perdido sua amante. Cansados, eles param de remar e se conformam com a morte, relembrando (através de flashbacks) as situações de seu passado. Eles não têm mais força ou desejo de viver e atingiram o limite de suas existências.

Resultado de imagem para a hora da estrela filme

A hora da estrela (1985) / Minhateca

Dirigido por Suzana Amaral

Elenco:

Marcélia Cartaxo .... Macabéa

José Dumont .... Olímpico de Jesus

Fernanda Montenegro .... madame Carlota, a cartomante

Tamara Taxman .... Glória

Umberto Magnani .... seu Raimundo

Denoy de Oliveira .... Pereira

Macabéa, uma nordestina de dezenove anos, orfã de pai, mãe e da tia que a criou, vai para o São Paulo ser datilógrafa. Ela vai morar numa pensão e tem uma vida sem muitas emoções, pois é indiferente a elas. Conhece Olímpico de Jesus e os dois começam a namorar. Porém a relação não se sustenta e Olímpico acaba trocando Macabéa, a quem chama de “cabelo na sopa”, por Glória, colega de trabalho da ex-namorada, que, por recomendação de sua cartomante, rouba o namorado de Macabéa. Glória, então, recomenda-lhe sua cartomante, para que se sinta melhor, e Macabéa decide ir. A cartomante diz à garota que sua vida irá mudar repentinamente: seu ex-namorado a pedirá de volta, ela ganhará uma grande fortuna e se casará com um gringo lindo que se apaixonará por ela. Macabéa fica entusiasmada, mas quando sai na rua é atropelada por uma Mercedes e morre.

 

 

Pra frente, Brasil (1982) Minhateca

Dirigido por Roberto Farias

Elenco:

Reginaldo Faria .... Jofre

Antônio Fagundes .... Miguel

Natália do Valle .... Marta

Elizabeth Savalla .... Mariana

Carlos Zara .... Dr. Barreto

Cláudio Marzo .... Sarmento

Neuza Amaral

Ivan Cândido

Flávio Migliaccio

Milton Moraes

Luiz Armando Queiroz

Irma Álvarez

Lui Farias

Maurício Farias

Em 1970, na época dos anos de chumbo e do dito "milagre econômico", o Brasil vibra com a Seleção Brasileira de Futebol na Copa do Mundo sediada no México. Enquanto isso, prisioneiros políticos são torturados por agentes da repressão oficial e inocentes também acabam sendo vítimas dessa violência.

Jofre Godoi da Fonseca é um pacato trabalhador de classe média, casado com Marta, com quem tem dois filhos. Miguel, seu irmão, goza dos mesmos privilégios que ele, apesar de amar Mariana, uma guerrilheira de esquerda. Quando Jofre divide um táxi com um militante de esquerda, é tido como "subversivo" pelos órgãos de repressão. É preso e submetido a inúmeras sessões de tortura.

Miguel e Marta tentam encontrá-lo através dos meios legais, mas se deparam com a relutância da polícia em investigar o desaparecimento. Com o telefone grampeado, Miguel recebe Mariana em casa, ferida após um fracassado assalto a banco. É quando ele fica sabendo da atuação de um grupo de repressão política patrocinado por empresários.

Enquanto isso, Jofre consegue fugir de seu cativeiro, mas é alcançado pela Veraneio de seus algozes, que assistiam à cena escondidos. Barreto, o chefe dos torturadores sai do veículo e vai pessoalmente verificar o estrago que seus homens haviam feito em Jofre. Cumprido o dever, retornam ao cativeiro onde, por conta das torturas sofridas, o inocente acaba morrendo ao som dos gols do jogo Brasil versus Itália e da marchinha do tricampeonato, "Pra frente, Brasil".

TERRA EM TRANSE (1967) / MEGA / MINHATECA

Dirigido por Glauber Rocha

Elenco:

Jardel Filho .... Paulo Martins, representa os intelectuais que apóiam a revolução social

Glauce Rocha .... Sara, ativista politica

José Lewgoy .... Felipe Vieira, político populista

Paulo Autran .... Porfírio Diaz, representa os tecnocratas anticomunistas e favoráveis ao domínio imperialista do capital americano

Paulo Gracindo .... Júlio Fuentes, representa o empresariado local e corrupto

Francisco Milani .... Aldo, apoia a luta armada

Hugo Carvana .... Álvaro

Jofre Soares .... Padre Gil representa o apoio da igreja aos políticos populistas

Danuza Leão .... Sílvia

Paulo César Peréio .... estudante

Darlene Glória... Mulher

Na fictícia República de Eldorado, Paulo Martins é um jornalista idealista e poeta ligado ao político conservador em ascensão e tecnocrata Porfírio Diaz e à amante dele, a meretriz Silvia, com quem também mantêm um caso formando um triângulo amoroso. Quando Diaz se elege senador, Paulo se afasta e vai para a província de Alecrim, onde conhece a ativista Sara. Juntos eles resolvem apoiar o vereador populista Felipe Vieira para governador na tentativa de lançarem um novo líder político, supostamente progressista, que guie a mudança da situação de miséria e injustiça que assola o país. Ao ganhar a eleição, Vieira se mostra fraco e controlado pelas forças econômicas locais que o financiaram e não faz nada para mudar a situação social, o que leva Paulo, desiludido, a abandonar Sara e retornar à capital e voltar a se encontrar com Sílvia. Se aproxima de Júlio Fuentes, o maior empresário do país, e lhe conta que o presidente Fernandez tem o apoio econômico de uma poderosa multinacional que quer assumir o controle do capital nacional. Quando Diaz vai para a disputa da Presidência com o apoio de Fernandez, Fuentes cede um canal de televisão para Paulo que o usa para atacar o candidato. Vieira e Paulo se unem novamente na campanha da presidência até que Fuentes trai ambos e faz um acordo com Diaz. Paulo quer partir para a luta armada mas Vieira desiste.

O filme pode ser lido como uma grande parábola da história do Brasil no período 1960-66, na medida em que metaforiza em seus personagens diferentes tendências políticas presentes no Brasil no contexto. Realiza uma exaustiva crítica de todos aqueles que participaram desse processo, incluindo as diferentes correntes da chamada esquerda brasileira. Isto foi um dos motivos pelos quais foi tão mal recebido pela crítica e pelos intelectuais nacionais.

 

São Paulo, Sociedade Anônima (1965) / Minhateca

A história acontece no momento da euforia desenvolvimentista provocada pela instalação de indústrias automobilísticas estrangeiras no Brasil, no final dos anos 50. Conta a história de Carlos, um jovem da classe média paulistana, que ingressa numa grande empresa. Logo depois, ele aceita um cargo numa fábrica de auto-peças, da qual torna-se gerente, e cujo patrão é sonegador de impostos e tem várias amantes. A certa altura, ele é um chefe de família que trabalha muito, ganha bem, mas vive insatisfeito. Sem um projeto de vida ou perspectivas para mudar a condição que rejeita, só lhe resta fugir.

Dirigido por Luís Sérgio Person

Elenco principal:

Walmor Chagas .... Carlos

Eva Wilma .... Luciana

Darlene Glória .... Ana

Ana Esmeralda .... Hilda

Otello Zeloni .... Arturo

Etty Fraser .... vizinha de Hilda

Sérgio Hingst

CAMA DE GATO (2002) / MINHATECA

Dirigido por Alexandre Stockler

Elenco:

Caio Blat .... Cristiano

Rodrigo Bolzan .... Francisco

Cainan Baladez .... Gabriel

Renata Airoldi .... Joana

Cláudia Schapira .... mãe

Luiz Araújo .... Pedro

Nany People .... travesti

Bárbara Paz .... policial loira

Carla Trombini .... amiga de Joana

Val Pires .... vigia

Cabeto Rocker .... mendigo

Alexandra Golik .... mendiga

Élcio Rodrigues .... frentista

Jairo Mattos ....

Oliver Filho .... porteiro

Janaína Leite .... boladora

Lavínia Pannunzio .... sargento

Thiago dos Santos .... menino do farol

Valter Lagoa .... garoto do mijo

Cristiano, Francisco e Gabriel são três jovens de classe média que moram em São Paulo, com a típica alienação juvenil dos dias de hoje. Todos com muitas frases feitas na cabeça e nenhum senso de realidade. Assim que terminam o ensino médio, saem pela noite paulistana em busca de diversão. Faz um retrato dos dilemas de uma juventude dos anos 90 e focaliza uma geração diante de um dilema: de um lado uma necessidade quase fisiológica de se divertir; de outro, uma preocupação contínua de se estabelecer em uma sociedade que oferece cada vez menos oportunidades. Na noite de horrores na qual os garotos mergulham, o entretenimento confunde-se com a violência, assim como a preocupação de se estabelecer na sociedade confunde-se com a tragédia humana. Na tentativa de se divertirem a "qualquer custo", acabam estuprando e matando uma adolescente. A partir daí, eles passam a tentar encobrir os crimes e, quanto mais eles tentam resolver os problemas, mais eles se complicam.

CORAÇÕES SUJOS (2011) / MEGA

O tratado de rendição assinado pelo imperador japonês Hirohito ao general americano Douglas MacArthur marcou o fim da Segunda Guerra Mundial. Entretanto, no Brasil o anúncio não marcou o fim do período de violência. Os imigrantes japoneses que viviam no interior do estado de São Paulo, formando a maior colônia do país fora do Japão, se dividiram em dois grupos. Os que acreditavam na notícia eram chamados de traidores da pátria, apelidados de "corações sujos", e perseguidos por aqueles que endeusavam o imperador e ainda acreditavam na vitória do Japão. É neste contexto que vive Takahashi (Tsuyoshi Ihara), dono de uma pequena loja de fotografia e casado com Miyuki (Takako Tokiwa), uma professora primária. Incitado pelo coronel Watanabe (Eiji Okuda), ele se torna o vingador daqueles que pregam a supremacia japonesa e passa a atacar todos aqueles que não acreditam que o país foi derrotado na guerra.

Direção: Vicente Amorim

Elenco:

Tsuyoshi Ihara
Takako Tokiwa
Eiji Okuda
Shun Sugata
Kimiko Yo
Eduardo Moscovis
Celine Miyuki

 

 

 PIXOTE: A LEI DO MAIS FRACO (1980) / Minhateca

Direção: Hector Babenco

ELENCO:

Fernando Ramos da Silva … Pixote
Jorge Julião … Lilica
Gilberto Moura … Dito
Edilson Lino … Chico
Zenildo Oliveira Santos … Fumaça
Claudio Bernardo … Garatao
Israel Feres David … Roberto Pie de Plata
Jose Nilson Martin Dos Santos … Diego
Marília Pêra … Sueli
Jardel Filho … Sapatos Brancos
Rubens de Falco … Juiz
Elke Maravilha … Debora
Tony Tornado … Cristal
Beatriz Segall … Widower

Pixote, um menino de rua, é recolhido a um reformatório em São Paulo, de onde consegue fugir num momento de rebelião. O grupo fugitivo vive de pequenos assaltos e viaja para o Rio de Janeiro, lá continuam as práticas delinquentes no submundo. Na luta pela sobrevivência Pixote torna-se um pequeno traficante de drogas, cafetão e assassino, mesmo tendo apenas onze anos.

 SÃO BERNARDO (1972) / Minhateca

Dirigido por Leon Hirszman

Elenco:

Othon Bastos
Isabel Ribeiro
Rodolfo Arena
Joseph Guerreiro
Labanca
Vanda Lacerda
Mário Lago
Nildo Parente
José Policena
Andrey Salvador
Jofre Soares

Um mascate consegue se transformar em um próspero fazendeiro, só que ele é um homem torturado constantemente por suas obsessões e desconfianças.

 

O CHEIRO DO RALO (2007) / Minhateca

Direção: Heitor Dhalia

ELENCO:

Selton Mello (Lourenço)
Paula Braun (Garçonete)
Martha Meola (Secretária)
Sílvia Lourenço (Viciada)
Suzana Alves (Apresentadora de vídeo de ginástica)
Paulo Alves (PM)
Negro Rico (PM)
Gustavo Trestini (Tenente)
Roberto Audio (Homem da flauta)
Boi (Mendigo)
Alice Braga (Garçonete)
Tobias da Vai-Vai (Caixa da lanchonete)
Mário Shoemberger (Homem do relógio)
Calico (Homem da perna)
Lourenço Mutarelli (Segurança)
Jorge Cerruti (Homem do olho de vidro)
Milhem Cortaz (Encanador)
Hossein Minussi (Encanador)
Álvaro Muniz (Encanador)
Wolney de Assis (Homem da caneta)
Pedro Vicente (Homem dos livros)
Hugo Villavicenzio (Homem do gramofone)
Estevan (Homem do autógrafo)
Abrahão Farc (Homem dos soldadinhos)
André Frateschi (Homem do vodu)
Luciano Gatti (Homem do livro)
Waldir Grillo (Homem do ancinho)
Xico Sá (Homem do gênio da garrafa)
Morelli (Homem do violino)
Dionísio Neto (Homem dos discos)
Nivaldo (Homem da gaiola)
Zé Pineiro (Homem do revólver)
Augusto Pompeo (Homem do faqueiro)
Ariel Moshe (Homem das cédulas)
Morgani (Homem abertura)
Lorena Lobato (Mulher casada)
Fernando Macario (Entregador de pizza)
Leonardo Medeiros (Jesus Kid)
Paulo César Pereio (Pai da noiva - voz)
Flávio Bauraqui (Homem da caixa de música)
Fabiana Guglielmetti (Noiva)

Ambientado em São Paulo, O Cheiro do Ralo narra a história de Lourenço (Selton Mello), dono de uma loja que compra objetos usados de pessoas que passam por dificuldades financeiras. Dada a natureza de seu negócio - a aquisição sempre pelo menor preço possível -, Lourenço acaba por desenvolver um jogo perverso com seus clientes. Aos poucos, esse personagem substitui, em seu relacionamento com os clientes, a frieza pelo prazer que sente ao explorá-los em um momento de aflição financeira. Perturbado pelo simbólico e fedorento cheiro do ralo que existe na loja, Lourenço é colocado em confronto com o universo e os personagens que julgava controlar. Isso o obriga a uma reavaliação de sua visão de mundo e o conduz, de forma inexorável, para um trágico desfecho. De certo modo, sua coleção de tipos se rebela e se volta contra ele. Na loja, Lourenço acaba sendo confrontado pelos personagens que julgava controlar.

Cidade dos Homens (2007) / Minhateca

Os amigos Laranjinha e Acerola, que cresceram juntos na favela carioca do Morro da Sinuca, chegam à maioridade e enfrentam as primeiras dificuldades da vida adulta. Com um filho de dois anos, um emprego de segurança e um casamento precipitado com a namorada, Cristiane, Acerola sente falta de diversão e liberdade. Laranjinha, que dirige um moto-táxi e faz sucesso com as mulheres, sofre pela ausência do pai, que nunca viu.

No mês em que completam 18 anos, os dois tomam suas decisões: Laranjinha quer conhecer o pai. Acerola, agitar sua vida amorosa. Mas uma guerra explode no morro e complica as coisas para ambos. Madrugadão, que comanda o tráfico na Sinuca, perde o posto para Nefasto, seu ex-braço direito. Laranjinha, primo de Madrugadão, tem que sumir de casa, assim como Acerola, que atrai a ira de Nefasto em um lance de azar.

Em meio à confusão, Cristiane anuncia que vai embora para São Paulo, deixando o filho com Acerola. E, com o pai de Laranjinha, surge uma revelação amarga, que ameaça encerrar a inabalável amizade da dupla.

Direção: Paulo Morelli

ELENCO:

Darlan Cunha .... Laranjinha
Douglas Silva .... Acerola
Jonathan Haagensen .... Madrugadão
Eduardo BR .... Nefasto
Rodrigo dos Santos .... Heraldo
Camila Monteiro .... Cris
Naíma Silva .... Camila
Luciano Vidigal .... Fiel
Pedro Henrique .... Caju
Alex Borges .... Vadinho
Kamilla Rodrigues .... Tina

 

O Maior Amor do Mundo (2006) / Mega / Minhateca

Dirigido por: Cacá Diegues

ELENCO:

José Wilker ... Antônio
Taís Araújo .... Luciana
Marco Ricca .... maestro jovem
Anna Sophia Folch ... menina
Sérgio Britto .... maestro
Hugo Carvana .... Salvador
Deborah Evelyn .... Carolina
Clara Carvalho .... Sônia
Léa Garcia .... Zezé
Max Fercondini .... Antônio jovem
Otavio Serra..... Franklin
Sílvio Guindane .... Dabé
Erika Mader .... Pit
Sérgio Malheiros .... Mosca
Stepan Nercessian .... diretor do asilo
Guida Viana .... Irene
Bruno de Luca .... Marco
Marcelo Adnet Ascensorista "Operador de Elevador"

Antônio (José Wilker) é um famoso astrofísico brasileiro, que trabalha também como professor em uma universidade americana. Pouco antes de retornar ao Brasil, onde receberá uma homenagem do governo, Antônio recebe a notícia de sofre de um tumor fatal no cérebro. Já no Rio de Janeiro, ele descobre a verdadeira identidade de seus pais biológicos e a surpreendente história de amor entre eles, o que faz com que entre em uma jornada pessoal pela cidade. 

 

O Ano em Que Meus Pais Saíram de Férias (2006) / Minhateca

Dirigido por Cao Hamburger

Elenco:

Michel Joelsas como Mauro
Germano Haiut como Shlomo
Daniela Piepszyk como Hanna
Caio Blat como Ítalo
Paulo Autran como Mótel
Simone Spoladore como Bia
Eduardo Moreira como Daniel
Liliana Castro como Irene
Felipe Braun como Caco
Haim Fridman como Duda

Em 1970, Mauro é um garoto de doze anos, que adora futebol e jogo de botão. Um dia, sua vida muda completamente, já que seus pais saem de férias de forma inesperada e sem motivo aparente para ele. Na verdade, os pais de Mauro foram obrigados a fugir por serem militantes da esquerda, os quais eram perseguidos pela ditadura militar, e por essa razão decidiram deixá-lo com o avô paterno. Porém, o avô falece no mesmo dia que Mauro chega em São Paulo, o que faz com que Mauro tenha que ficar com Shlomo, um velho judeu solitário que é seu vizinho. Enquanto aguarda um telefonema dos pais, Mauro precisa lidar com sua nova realidade, que tem momentos de tristeza pela situação em que vive e também de alegria, ao acompanhar o desempenho da seleção brasileira na Copa do Mundo de 1970.

AUSÊNCIA (2014) / Uptobox

Direção: Chico Teixeira

Serginho é um adolescente que está na fase “entre ser menino e homem” depois que seu pai abandonou a família. Ele agora é o homem da casa, tomando conta da mãe e do irmão mais novo enquanto trabalha na feira e mantém sua amizade com Mudinho e Silvinha. Ele tem uma relação confusa, entre o sexo e o afeto, com o professor Ney, que tem idade para ser seu pai.

Resultado de imagem para matou a familia e foi ao cinema 1969

MATOU A FAMÍLIA E FOI AO CINEMA (1969) / MINHATECA

O filme tem vários episódios correlatos em que os personagens procuram a morte como o ápice para as suas paixões.

Dirigido por Júlio Bressane

ELENCO:

Márcia Rodrigues .... Regina

Renata Sorrah .... Márcia

Antero de Oliveira .... o assassino

Vanda Lacerda .... mãe de Regina

Paulo Padilha .... chefe de polícia

Rodolfo Arena .... pai

Carlos Eduardo Dolabella .... ele mesmo

Guará Rodrigues .... ele mesmo

A ESTRADA 47 (2015) / Minhateca / MEGA

 Dirigido por Vicente Ferraz

Elenco:

Sergio Rubini como Roberto
Daniel de Oliveira como 'Guima'
Thogun como Sargento Laurindo
Francisco Gaspar como Piauí
Júlio Andrade como Tenente Penha
Ivo Canelas como Rui
Richard Sammel como Coronel Mayer
Daniele Grassetti como Partizano
Giorgio Vicenzotti como Partizano

Na Segunda Guerra Mundial, o Brasil era aliado dos Estados Unidos, Inglaterra e França. Na época, foram encaminhados mais de 25 mil soldados da FEB (Força Expedicionária Brasileira) para combater os inimigos, representados pelo Eixo: Alemanha, Itália e Japão. Quase todos de origem pobre e, em sua maioria, despreparados para o combate, os pracinhas tiveram que aprender na prática a lutar pela sobrevivência. Depois de sofrerem um ataque de pânico coletivo, no sopé do Monte Castelo, os soldados Guimarães (Daniel de Oliveira), Tenente (Julio Andrade), Piauí (Francisco Gaspar) e Laurindo (Thogum) tentam descer a montanha, mas acabam se perdendo um do outros. Quando conseguem se reencontrar, precisam decidir se retornam para o batalhão e correm o risco de enfrentar a Corte Marcial por abandono de posto, ou voltam para a posição da noite anterior e se arriscam a enfrentar um ataque surpresa do inimigo. É quando conhecem o jornalista Rui (Ivo Canelas), que conta sobre um campo minado ativo e eles acham ser essa a chance de se redimirem da mancada que cometeram, mas muita coisa ainda está por acontecer e a guerra está longe de acabar.